Rádio Observador

Moda

O saco de dois mil euros que é quase igual ao do Ikea

326

É feito de pele mas claramente inspirado no famoso saco azul do Ikea. Demna Gvasalia voltou a pôr a Balenciaga nas bocas do mundo com um acessório de luxo igual a outro que custa menos de um euro.

O saco foi colocado à venda no site da Balenciaga por 2.145 dólares (cerca de 2.000 euros).

Divulgação

Vários zeros separam os sacos do Ikea e da Balenciaga, mas há também muito a uni-los. A marca francesa de luxo desenhou uma mala de pele que custa 2.000 euros mas que é em tudo parecida com os sacos de plástico à venda por 0,70 cêntimos nas caixas da gigante sueca.

Demna Gvasalia, diretor criativo da Balenciaga — e também da Vêtements, atualmente falada pelas calças de ganga com um fecho no rabo — tem vindo a somar provocações no seu currículo (largamente elogiado). Das t-shirts DHL da Vêtements à reinterpretação do merchandising da campanha de Bernie Sanders em dois desfiles da Balenciaga, que levou inclusivamente o candidato à presidência dos Estados Unidos a reagir, o designer da Geórgia consegue ser quase sempre falado pelos seus designs e a forma como se apropria de referências fora da moda. Desta vez foram os sacos Frakta, no que levou até um representante da marca sueca a comentar, segundo o The Independent:

Sentimo-nos profundamente lisonjeados pelo facto de a mala da Balenciaga se assemelhar ao icónico saco sustentável da Ikea, à venda por 0,70 cêntimos. Nada consegue bater a versatilidade de um grande saco azul.”

Sem conotações pejorativas — essas ficam para a língua portuguesa — o saco azul da Balenciaga faz parte da linha Arena e não tem as famosas letras amarelas da marca sueca mas o logótipo da Balenciaga cravado a dourado. As alças é que também são a dobrar: umas compridas, outras mais curtas.

Apesar da controvérsia que estalou um pouco por todo o lado, como lembram várias publicações, incluindo a GQ norte-americana, esta não é a primeira vez que uma coisa do género acontece. Em 2006, Marc Jacobs enviou para a passerelle da Louis Vuitton um conjunto de sacos aos quadrados inspirados nos das feiras e mercados. O preço? 600 euros.

Os sacos que Marc Jacobs desenhou para a Louis Vuitton no desfile para a primavera de 2007. © François Guillot/AFP/Getty Images

Não queremos ser todos iguais, pois não?

Maio de 2014, nasceu o Observador. Junho de 2019, nasceu a Rádio Observador.

Há cinco anos poucos acreditavam que era possível criar um novo jornal de qualidade em Portugal, ainda por cima só online. Foi possível. Agora chegou a vez da rádio, de novo construída em moldes que rompem com as rotinas e os hábitos estabelecidos.

Nestes anos o caminho do Observador foi feito sem compromissos. Nunca sacrificámos a procura do máximo rigor no nosso jornalismo, tal como nunca abdicámos de uma feroz independência, sem concessões. Ao mesmo tempo não fomos na onda – o Observador quis ser diferente dos outros órgãos de informação, porque não queremos ser todos iguais, nem pensar todos da mesma maneira, pois não?

Fizemos este caminho passo a passo, contando com os nossos leitores, que todos os meses são mais. E, desde há pouco mais de um ano, com os leitores que são também nossos assinantes. Cada novo passo que damos depende deles, pelo que não temos outra forma de o dizer – se é leitor do Observador, se gosta do Observador, se sente falta do Observador, se acha que o Observador é necessário para que mais ar fresco circule no espaço público da nossa democracia, então dê o pequeno passo de fazer uma assinatura.

Não custa nada – ou custa muito pouco. É só escolher a modalidade de assinaturas Premium que mais lhe convier.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: adferreira@observador.pt

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)