O sucessor de Fortunato Frederico na direção da Associação Portuguesa do Calçado vai ser escolhido esta sexta-feira num inédito processo eleitoral, que pela primeira vez, em 42 anos, será disputado por duas listas. A associação era presidida há 18 anos pelo líder do grupo Kyaia (dono da marca Fly London), Fortunato Frederico, que em fevereiro anunciou que não se recandidataria a um novo mandato.

Na corrida à liderança está Luís Onofre, convidado pela atual direção para formar uma lista “de consenso” — a lista A, e Sérgio Cunha, que presidia à mesa da assembleia-geral da Associação Portuguesa dos Industriais do Calçado, Componentes, Artigos de Pele e Seus Sucedâneos (APICCAPS) e que se apresentou no último dia do prazo para a entrega de candidaturas.

Sérgio Cunha admitiu, em declarações ao Jornal de Notícias/Dinheiro Vivo, ter ficado desagrado com a indigitação de Luís Onofre ainda antes da realização da assembleia-geral que daria início ao processo eleitoral.

Líder do grupo familiar Pedreiras, de Felgueiras, que emprega três centenas de trabalhadores em cinco empresas, Sérgio Cunha quer “renovar, honrando, o importante legado de Fortunato Frederico”, cuja saída considera impor “uma verdadeira renovação numa associação que representa um setor que se tem vindo destacar no universo das exportações e balança comercial portuguesas”.

Já Luís Onofre apresentou-se como candidato após um “convite inesperado” da atual direção da associação, assumindo que a sua lista é de continuidade e reúne “a equipa de empresários que ajudou a tornar a APICCAPS num exemplo do movimento associativo, em Portugal e no estrangeiro”.