A associação ambientalista Quercus afirmou esta sexta-feira que é preciso lembrar aos portugueses que as pilhas podem ser recicladas, indicando que se recolhem poucas pilhas em Portugal.

“Sem campanhas de sensibilização para promover a recolha e o tratamento das pilhas, a maioria das pessoas vai esquecendo que tem muitas pilhas lá por casa, o que leva a que a meta de recolha fique aquém dos 45 por cento [anuais] definidos até 26 de setembro de 2016”, afirma a Quercus em comunicado.

A associação investigou e concluiu que em 2015 foram vendidas 1.802 toneladas de pilhas e acumuladores e só foram recolhidas 616 toneladas, correspondentes a 35% do total.

“As campanhas de sensibilização são quase inexistentes. Já ninguém tem dúvidas de que vamos falhar este objetivo”, lamenta.

As pilhas precisam de tratamento específico para os metais pesados que contêm não poluírem o ambiente.

Mercúrio, chumbo, cobre, níquel, zinco, cádmio e lítio constituem perigo para a saúde e para o ambiente, e podem ser libertados para o ar se as pilhas forem incineradas ou atingir os solos e águas subterrâneas se as pilhas forem parar a aterros.