Se tem um Mac, já pode atualizar o sistema operativo para a última versão, o macOS High Sierra (10.13) . É o update ao macOS Sierra (10.12) e não só traz novas funcionalidades, como também torna os computadores Apple mais rápidos e seguros. Encontra o download gratuito na App Store do Mac, no topo em destaque ou na barra lateral, do lado direito.

Modelos compatíveis com o macOS High Sierra

Mostrar Esconder
  • iMac (modelos finais 2009 ou superiores)
  • MacBook (modelos finais 2009 ou superiores)
  • MacBook Air (modelos meio de 2010 ou superiores)
  • MacBook Pro (modelos meio de 2010 ou superiores)
  • Mac mini (modelos de meio de 2010 ou superiores)
  • Mac Pro (modelos de meio de 2010 ou superiores)

Para confirmar qual o modelo aceda no canto superior esquerdo ao símbolo da Apple e carregue em “Acerca deste Mac”.

Este macOS esteve durante meses em fase alargada de teste, pelo que se encontra estável e sem bugs importantes. Contudo, é sempre recomendável fazer um backup do atual sistema antes de proceder à atualização – o Time Machine é a opção mais prática.

O que há de novo?

Segundo a Apple, as principais novidades encontram-se nas opções disponíveis nas Fotografias, no Safari, no iCloud, nas Notas, no Facetime e na caixa de correio (Mail). Mas esta atualização não muda apenas as aplicações, muda também o modo como o Mac processa e armazena os dados.

O novo MacOS vem também facilitar o trabalho dos programadores de aplicações para o sistema, tendo uma atualização própria para realidade virtual. Os óculos HTC Vive já têm suporte para Mac, e a plataforma online de videojogos Steam está a preparar o SteamVR para Mac.

Fotografias

novidades fotografias mac os

As funcionalidades apresentadas ao abrir a aplicação com o novo sistema operativo

É a aplicação com mais “novidades”. Nas fotografias “live” é possível editar frames e escolher qual a primeira imagem a aparecer. Há ainda novas funcionalidade de filtros para alterar os momentos que captura. Também é possível criar uma imagem em loop ou com o efeito boomerang.

Já na edição de fotografia “normal”, há novos filtros e ferramentas para editar as imagens. No entanto, para quem usa outros programas de edição – como o Photoshop -, ao editar fotografias, as alterações são automaticamente salvas na aplicação nativa do Mac. A organização de fotografias foi também revista, tendo mais opções para encontrar o que procura.

Safari

Se usa o browser nativo da Apple, ao invés de outros como o Google Chrome ou o Firefox, fique a saber que, segundo a Apple, citada pelo MacRumors, com a atualização do High Sierra passa a ter o “browser mais rápido do mundo”.

Estivemos a experimentar e ainda não nos convenceu a fazer do Safari o browser principal, mas podemos confirmar que está mais rápido. Opções como bloquear os vídeos automáticos ao abrir uma página (acabar com o “auto-play”) ou maior proteção na recolha de dados dos utilizadores ao visitarem sites foram também adicionados.

Mail

splitscreen

Nesta aplicação a novidade é a visualização. Ao abrir em modo de ecrã inteiro do Mail as novas mensagens ficam automaticamente em split-screen (ecrã dividido, exemplo na imagem). No entanto, é na memória que foram feitos grandes upgrades. Os emails agora ocupam menos 35% de espaço.

Notas

Uma funcionalidade que pode dar bastante jeito a quem usa muito esta aplicação: “afixar” notas no topo da lista. Também passa a ser possível criar tabelas dentro das notas.

Spotlight

O motor de pesquisa do Mac (que encontra na lupa no canto superior direito, ou através do atalho de teclado “cmd + barra de espaço”) consegue lidar com mais palavras e perguntas, como por exemplo ficar a saber o estado de um voo, bastando para isso escrever o respetivo número.

iCloud

Além de planos de espaço “na nuvem” para toda a família, a nova atualização permite partilhar ficheiros diretamente com outras pessoas, através de uma mensagem ou email.

Facetime

Com o novo High Sierra passa a ser possível tirar live photos durante uma chamada.

Mais espaço, mais rápido e mais eficiente

Além das novas funcionalidades nas aplicações, é no software que que se vêem as maiores adições com o novo High Sierra. Há um novo sistema de armazenamento de dados chamado APFS, que vem substituir o Mac OS Extended (HFS+).

Com o novo sistema APFS, não só a rapidez de leitura e escrita da informação é mais rápida, como também a gestão do espaço disponível: após a instalação, ficámos com cerca de 50 GB livres, comparativamente com a formatação anterior. Contudo, esta otimização só está disponível para as drives SSD (Solid State Drive).

Uma das grandes adições na funcionalidades media é a leitura de ficheiros HEVC (High Efficiency Video Encoding ou H.265). Além de uma compressão de vídeo superior até 40% em relação ao formato anterior, permitem aos computadores mostrar uma qualidade de imagem bastante superior.

Outras das grandes novidades a nível informático é a atualização para programadores do Metal — para o novo Metal 2. Mais rápido, mais eficiente e preparado para realidade virtual (VR), o Metal 2 é a nova ferramenta para quem cria aplicações para Mac, dando pela primeira vez suporte a placas gráficas externas que os utilizadores usem com o OSx. Esta adição, a pensar no VR e videojogos, permite aos Mac darem um passo largo nestas áreas, onde os PC’s com Windows ainda se mostram a opção mais completa.