É o problema de não se esperar tempo suficiente e de não deixar passar aquele período de nojo. Na quinta-feira, a marca francesa Y/Project apresentou a coleção do próximo inverno, em Paris, e surpreendeu o mundo ao resgatar as famosas botas-pantufa diretamente dos anos 2000. As Ugg surgiram combinadas com peças de streetwear — calças de ganga, fatos de treino e sweatshirts –, em coordenados marcados pela sobreposição de peças e pelas peças oversized.

https://www.instagram.com/p/BeQIaHvFya8/?tagged=yproject

A colaboração entre as duas marcas aconteceu sob a visão criativa de Glenn Martens. O designer da Y/Project foi muito além do desenho clássico das botas e criou três novos modelos: um formato thigh-high que cobre toda a perna e pode ainda ganhar um efeito enrugado, um modelo mais curto com três coses de pelo e uns chinelos. Conforto não lhes falta e agora design também não, naquela que foi a primeira aparição da marca californiana numa passerelle de Paris.

“Calçar umas Ugg é como enfiar o pé num pote de manteiga quente e pensei porque não subi-las e poder enfiar as pernas inteiras. Por isso decidi desenhar uma bota Ugg que sobe e cobre a perna toda a perna”, contou Glenn Martens à Vogue.

Depois da Balenciaga ter redesenhado os Crocs, em outubro do ano passado, parece que a tendência é mesmo pegar nos acessórios mal amados e dar-lhes uma volta. As novas Ugg chegam às lojas no próximo outono e os preços vão andar entre os 270 e os 1380 dólares (220€ e 1229€).