Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

Há pelo menos oito feridos em confrontos entre adeptos do Sporting de Braga e do Vitória de Guimarães. Os confrontos aconteceram antes do dérbi minhoto, em Guimarães. Segundo a RTP, foram detidas 53 pessoas na sequência dos distúrbios.

A notícia é do Correio da Manhã, que refere ainda que a polícia fez vários disparos de shotgun para o ar.

Em declarações à RTP, o jornalista Nuno Cerqueira, do Diário do Minho, refere que os distúrbios foram causados por “cinco adeptos que chegaram desenquadrados dos esquemas de segurança de PSP”. Provocaram confrontos nas imediações do estádio, que acabaram por provocar uma resposta da Polícia de Segurança Pública.

O momento da detenção de dezenas de adeptos do S.C.Braga que provocaram distúrbios nas imediações do Estádio D.Afonso Henriques. Dos confrontos com adeptos do Vitória, antes do início da partida, há registo de feridos e também de vários estragos, nomeadamente, viaturas com vidros partidos.

Posted by Mais Guimarães on Sunday, February 18, 2018

De acordo com o mesmo jornalista, há um total de oito feridos, todos ligeiros. Três são adeptos do Sporting de Braga, entre os quais dois foram encaminhados para o hospital. Os restantes feridos, cinco, são adeptos do Vitória de Guimarães.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Não se confirma, para já, que algum dos ferimentos tenha sido causado por balas. Ao Observador, fonte das urgências do Hospital da Senhora da Oliveira, em Guimarães, diz que não ter sido registada a entrada de qualquer paciente com ferimento de bala.

PSP intercetou 52 adetos

A PSP de Guimarães anunciou que intercetou 52 adeptos envolvidos nas agressões que resultaram oito feridos antes do jogo entre o Braga e o Guimarães.

Os adeptos, todos eles afetos ao Sporting de Braga, encontram-se nas instalações da PSP de Guimarães, sujeitos a “processos de averiguações e identificações” que podem levar a eventuais detenções, confirmou à agência Lusa o comissário da PSP de Guimarães, João Pinheiro.

Os desacatos, afirmou o agente policial, começaram por volta das 18:30, quando cerca de uma centena de adeptos sem adereços, mas com cânticos de apoio aos ‘arsenalistas’, apareceu junto do edifício dos Bombeiros Voluntários de Guimarães, por uma zona onde não era suposto circularem adeptos do Braga, segundo a informação que tinham recolhido.

Esse grupo cruzou-se com adeptos do Vitória que estavam num café próximo do local, e, segundo o comissário, os confrontos sucederam-se, com “arremessos de cadeiras”, que causou danos no mobiliário do estabelecimento.

João Pinheiro referiu que as agressões causaram três feridos, que ficaram nas instalações da PSP de Guimarães, mas fonte dos Bombeiros Voluntários de Guimarães adiantou à Lusa que houve ainda dois que foram levados ao Hospital Senhora da Oliveira e outros três que ficaram a ser tratados nas instalações dos bombeiros.

Os desacatos terminaram com a intervenção das forças da PSP, que, segundo vários órgãos de comunicação social, recorreram a tiros de ‘shotgun’.

A PSP, disse João Pinheiro, intercetou ainda um outro adepto do Sporting de Braga, mas noutra situação.

Autocarro de adeptos Braga apedrejado

Entretanto, um autocarro que regressava a Braga depois do jogo com adeptos do clube arsenalista a bordo foi apedrejado. De acordo com o Jornal de Notícias, tudo terá acontecido nas imediações da rotunda de Silvares. Não há feridos a registar entre os ocupantes da viatura.