Oitenta pés, mais de 24 metros de onda. Esta é agora a maior onda de sempre surfada, ultrapassando assim o recorde que era de McNamara e da Nazaré. O detentor do novo feito é agora o brasileiro Rodrigo Koxa, que esta madrugada foi galardoado com o prémio para a maior onda surfada, com uma onda na Nazaré, em novembro passado, segundo os prémios de ondas gigantes atribuídos pela Liga Mundial de Surf (WSL).

O presidente da Câmara Municipal da Nazaré, em declarações à TSF, estava exultante com este feito: “A cereja no topo no bolo é definitivamente o novo recorde, e daí este ser um dia fantástico na minha vida enquanto presidente da Câmara e de alguém que tem vindo a apostar na utilização do surf e das ondas gigantes enquanto fator de promoção e ativação da Nazaré internacionalmente. Fica marcado como um dia fantástico porque obtivemos um recorde do mundo com a onda de Rodrigo Koxa de 80 pés, qualquer coisa como 24, 38 metros, batendo o recorde de Garret McNamara, que já era da Nazaré. É de forma emocionada que me refiro àquilo que conseguimos em Los Angeles.”

Dez ondas surfadas na Nazaré estavam nomeadas para várias categorias dos prémios de ondas gigantes, entre 30 candidatas. Duas venceram: na categoria de maior onda e na categoria de melhor wipe out, numa onda surfada por Andrew Cotton. Os vencedores foram conhecidos numa gala que decorreu na noite passada na Califórnia, nos Estados Unidos.

Walter Chicharro, que esteve presente na entrega dos prémios, destacou a “relação fantástica que a Nazaré tem tido com estes cavaleiros de ondas gigantes”. “Essa ligação é enorme, o povo integra-os e recebe-os nestes invernos. Acho que estes prémios vão ser festejados com um misto de grande alegria mas acima de tudo de grande orgulho dos nazarenos, que são gente orgulhosa dos seus feitos.”