Os trabalhadores das empresas do Grupo Sumol+Compal de Pombal iniciaram às 00:00 de hoje uma greve que se prolonga até às 08:00 de quinta-feira para reivindicarem melhores condições laborais, anunciou fonte sindical.

O protesto, convocado pelo Sindicato dos Trabalhadores da Agricultura e das Indústrias de Alimentação, Bebidas e Tabacos de Portugal, inclui uma concentração em frente à empresa, na Zona Industrial da Formiga, e uma deslocação até à Câmara Municipal de Pombal para entregar um caderno reivindicativo.

Em comunicado, a estrutura sindical anunciou que o secretário-geral da CGTP-IN, Arménio Carlos, vai participar, às 10:00, na concentração dos trabalhadores à porta das instalações das empresas.