Manuel Fernandes falou com emoção sobre o atual momento que o Sporting vive. “É a primeira vez que estou a ver o meu clube ir por aí abaixo”, disse o antigo avançado e dirigente dos leões, sem conseguir conter as lágrimas.

A figura histórica do clube mostrou, no programa Play-Off da SIC Notícias, a desilusão que sente com todas as polémicas em que o Sporting tem estado envolvido. “Joguei 12 anos e nunca tive contratos assinados, quer dizer, tinha, mas vou-me embora e não há cá discussões nem peço indemnizações por ir embora”, disse Manuel Fernandes, acrescentando que foi sempre dessa forma que agiu.

“Tenho 20 anos de profissional do Sporting, tenho 67 anos de idade e considero-me sportinguista desde que nasci”, prosseguiu o antigo jogador, acrescentando: “E é, de facto, a primeira vez que estou a ver o meu clube ir por aí abaixo”. Manuel Fernandes tentou prosseguir mas a emoção e as lágrimas não o deixaram terminar a frase.

Recorde-se que Manuel Fernandes estava a trabalhar na Academia de Alcochete quando ocorreu o ataque de 50 adeptos ao plantel. Noutra emissão do Play-Off, contou como viveu esse momento negro na história do clube. “Quem esteve lá, quem sentiu na pele fui eu. Eu é que vi tudo, tudo. Se os jogadores ou as pessoas que estavam perto dos jogadores se virassem à claque, aquilo podia dar uma desgraça muito, muito, muito grande. A mim ninguém me agrediu, com toda a sinceridade. Agora, quando vejo o Bas Dost… Não vi a agressão, mas vi-o a jorrar sangue no chão e os enfermeiros de roda dele. Revoltei-me de tal maneira que chamei tudo a toda a gente. Nem sei o que disse. Aí apeteceu-me correr atrás deles. Porque é uma coisa impensável, isto não existe.”

Sete alterações estatutárias, quatro providências, duas surpresas e uma AG: a semana que decide o futuro do Sporting