A obra de Banksy “Girl with the Balloon” autodestruiu-se parcialmente, minutos depois vendida em leilão, por 1,2 milhões de euros. Mas o comprador decidiu manter o negócio e o que resta do quadro — que ganhou o novo nome de “Love is in the Bin” — irá estar em exposição num museu na Alemanha, no Museu Frieder Burda, entre 5 de fevereiro a 3 de março.

Foi em outubro que a obra de Banksy, pintada em 2006, foi a leilão em Londres. Para surpresa de quem assistiu à venda, havia um dispositivo no fundo da moldura que fez deslizar a tela por um destruidor de papel. Mas esse momento mediático acabou por ser o nascimento de uma nova obra, que foi batizada de “Love is in the Bin”, recorda o LonelyPlanet.

O colecionador pagou mais de um milhão de libras pela obra, cerca de 1,12 milhões de euros, mas não optou por desfazer o negócio — o que terá sido uma boa decisão já que a atenção mediática que se concentrou neste episódio inédito acabou por fazer aumentar o valor da “nova” obra.

Obra de Banksy autodestrói-se depois de ser vendida por 1,2 milhões de euros

Segundo o diretor do museu, espera-se “um grande interesse por parte do público, especialmente jovens e fãs de Banksy”. “Ao mesmo tempo, temos de resistir à tentação de mostrar a obra como um troféu porque isso não seria o que o artista tinha em mente”.