A Direção do Sporting, liderada desde setembro por Frederico Varandas, anunciou este sábado que fará na próxima sexta-feira, dia seguinte à segunda mão dos 16 avos de final da Liga Europa frente ao Villarreal, um balanço dos primeiros meses do mandato, naquilo que o clube descreveu em comunicado como “a verdade sobre o Estado da Nação”.

“É nossa firme convicção que a situação do clube exigia, por estrito sentido de responsabilidade, uma gestão silenciosa. Neste momento, e porque o Sporting Clube de Portugal é e será sempre dos sócios, impõe-se a verdade sobre o ‘Estado da Nação’, o que faremos em conferência de imprensa, sem prejuízo da apresentação mais detalhada, a fazer na próxima Assembleia Geral”, explicaram os leões na missiva publicada no site oficial do clube.

“O Sporting Clube de Portugal precisa do sentido de responsabilidade de todos”, acrescentou, num claro recado para fora numa altura de alguma instabilidade que se tem vindo a sentir sobretudo nos (maus) jogos da equipa de futebol, como foi bem percetível nos encontros depois da conquista da Taça da Liga, frente a Benfica (dois), Feirense e Villarreal.

“Todos são necessários para recuperarmos a essência, o nosso ADN. É fundamental voltar a semear, organizar, investir. E com a força dos nossos sócios e adeptos, com o profissionalismo e entrega de todos os que vestem a nossa camisola, por mais dificuldades, por mais rasteiras, por mais adversidades que existam, o Sporting Clube de Portugal resistirá a tudo, continuará o seu caminho e vai reerguer-se”, concluiu o comunicado.