Está confirmada a atuação dos Queen e Adam Lambert na cerimónia de entrega dos Óscares deste ano. O anúncio foi feito pela Academia norte-americana e mereceu resposta imediata do agora vocalista da banda.

“We will rock The Oscars”, disse Adam Lambert no Twitter, numa alusão a um dos êxitos da banda britânica. O vencedor do American Idol tem estado em tour com os Queen desde 2011, tendo passado já por Portugal em 2016, no Rock in Rio, e no ano passado, na Altice Arena.

O filme biográfico sobre Freddie Mercury, “Bohemian Rhapsody”, está nomeado em cinco categorias: melhor filme, melhor ator (para a interpretação de Rami Malek como Mercury), mistura de som, edição de som e montagem.

O filme tem estado recentemente sob polémica devido às acusações de abuso sexual de menores a Bryan Singer, o realizador. O nome de Bryan Singer foi mesmo retirado da lista de nomeações aos prémios britânicos BAFTAs, outro importante galardão da indústria cinematográfica.

A atuação dos Queen+Adam Lambert junta-se assim às já confirmadas de Lady Gaga e Bradley Cooper, com “Shallow” para o filme “Assim Nasce Uma Estrela”, e ainda de Gillian Welch e David Rawlings, nomeados por “When A Cowboy Trades His Spurs For Wings”, do filme “A Balada de Buster Scruggs”; de Jennifer Hudson, pelo original feito para “RGB” e ainda um “convidado especial surpresa”– que ao que tudo indica será Bette Midler — para tocar “The Place Where Lost Things Go”, do filme “O Regresso de Mary Poppins”. Segundo o site Pitchfork, a Academia está também a tentar que Kendrick Lamar e SZA figurem na lista de artistas em palco, para apresentarem a música “All The Stars”, do filme “Black Panther”.

A 91.ª cerimónia dos Óscares decorre na madrugada deste domingo para segunda-feira, com o início marcado para a 1h, hora portuguesa. A edição deste ano não vai ter apresentador. Os filmes “Roma” e “A Favorita” lideram a corrida deste ano com dez nomeações cada.