Exportações

Indústria alimentar e das bebidas com exportações recorde de 5.016 milhões de euros em 2018

Subida nas vendas para o exterior em 2018 revela a atração crescente pelos produtos nacionais por parte do mercado global. Setor alimentar e das bebidas representou 8,66% das exportações portuguesas.

As exportações da indústria alimentar e de bebidas portuguesa aumentaram 3,1% em 2018

EDUARDO COSTA/LUSA

As exportações da indústria alimentar e de bebidas portuguesa atingiram em 2018 “o valor mais alto de sempre”, aumentando 3,1%, para 5.016 milhões de euros, face a 2017, anunciou esta quinta-feira a federação setorial.

Em comunicado, a Federação das Indústrias Portuguesas Agroalimentares (FIPA) refere que o aumento de 151 milhões de euros das vendas para o exterior em 2018 “consolida “o caminho de crescimento assinalado nos últimos anos” e “revela a atração crescente pelos produtos nacionais por parte do mercado global”.

No total, destaca, as vendas do setor alimentar e das bebidas para o estrangeiro representaram 8,66% das exportações portuguesas no ano passado.

Segundo a FIPA, Espanha voltou a destacar-se entre os principais destinos das exportações do setor, representando cerca de 25%, seguindo-se o mercado francês, com uma quota de 9%, e o brasileiro, com 6%. No que respeita às categorias de produtos, continuam a destacar-se o azeite, o leite e produtos lácteos e o vinho.

“Estes números são o reflexo dos esforços da indústria alimentar e das bebidas e o confirmar de uma tendência de crescimento que já vínhamos a assinalar. Conforme previsto pela FIPA, conseguimos alcançar este grande objetivo que era ultrapassar os cinco mil milhões de euros em exportações, o que revela a qualidade e a diferenciação dos produtos alimentares portugueses”, sublinha o presidente da federação, Jorge Tomás Henriques, citado no comunicado.

Desde 2010, as exportações do setor da indústria alimentar e das bebidas acumulam um crescimento de 56%, enquanto as importações se ficaram por uma subida de 32%, contribuindo para um “ligeiro equilíbrio da balança comercial”, nota a FIPA.

Constituída em 1987 para representar e defender os interesses da indústria portuguesa agroalimentar, a FIPA integra 14 associações, 15 das maiores empresas do setor e oito parceiros como sócios aderentes.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt
China

Vamos mesmo ignorar isto? /premium

Sebastião Bugalho

A Europa assumiu pela primeira vez que o expansionismo da China representa uma ameaça para o continente e os jornais portugueses, que tão competentemente cobriram a visita de Xi, não fazem perguntas?

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)