Theresa May terá pedido à União Europeia (UE) apenas um pequeno adiamento, de cerca de três meses, para fechar o acordo do Brexit. Segundo diz a Sky News na manhã desta quarta-feira, a primeira-ministra britânica terá enviado uma carta para Donald Tusk, Presidente do Conselho Europeu, pedindo um curto alargamento do prazo, algo que vai contra as pretensões de alguns dos membros do governo, que pretendiam um adiamento mais longo.

Porém, os três meses são apenas uma previsão, já que não foi confirmado o período de tempo que May terá pedido. A Sky News e fonte governamental referem os três meses por o dia 30 de junho ser o último em que o Reino Unido pode permanecer na UE sem participar nas eleições europeias.

A primeira-ministra britânica irá na quinta-feira a Bruxelas para a última reunião com a UE, na qual se espera, diz a Sky News, que os outros 27 Estados membros considerem o pedido de adiamento. Contudo, se a UE o aceitar, o Parlamento terá que aprovar uma mudança na lei para remover a data de saída atual do país de 29 de março — faltam apenas nove dias — para uma nova data, algo que se poderá avizinhar difícil.