Ginástica

Portugal com ouro e prata na Bélgica vence Taças do Mundo de ginástica acrobática

25.153

Portugal ganhou as medalhas de ouro em pares femininos e prata em grupos masculino na Taça do Mundo de ginástica acrobática, na Bélgica e venceu o Circuito de Taças do Mundo.

O par feminino formado por Rita Ferreira e Ana Rita Teixeira, do Acro Clube da Maia conquistou não só o primeiro lugar como o Circuito de Taças do Mundo

Carlos Alberto Matos/Facebook

Autor
  • Agência Lusa
Mais sobre

Portugal conquistou esta segunda-feira a medalha de ouro em pares femininos e a de prata nos grupos masculinos nas finais da Taça do Mundo de ginástica acrobática, na Bélgica, e em ambos venceu o Circuito de Taças do Mundo.
O par feminino formado por Rita Ferreira e Ana Rita Teixeira, do Acro Clube da Maia, alcançou, com o exercício de combinado, os 28.320 pontos, e com este resultado conquistou não só o primeiro lugar como o Circuito de Taças do Mundo.

O grupo masculino composto por Henrique Piqueiro, Henrique Silva, Frederico Silva e Miguel Silva, do Acro Clube da Maia, apresentou um exercício de combinado que lhes garantiu o segundo lugar do pódio, atrás da China, e conquistou ainda a vitória no Circuito de Taças do Mundo.

O grupo feminino formado pelas ginastas Bárbara Sequeira, Francisca Maia e Francisca S. Maia, também do Acro Clube da Maia, alcançou o quinto lugar, com 28.470 pontos, tendo o pódio sido composto pela Rússia (1.º) e Bélgica (2.º e 3.º).

A equipa Mariana Candeias, Raquel Ferreira e Madalena Cavilhas, do Ginásio Clube Português, obteve 22.470 pontos, num exercício de combinado em que apresentou algumas falhas, mas mostrou melhorias desde a última Taça do Mundo.

O par misto Bruno Tavares e Carolina Dias, do Acro Clube da Maia, alcançou, com o exercício de combinado, os 28.010 pontos e obteve o quinto lugar. O pódio foi constituído pela Rússia (1.º e 2.º) e Cazaquistão (3.º).

Os ginastas portugueses continuam agora a fase de apuramento para o Campeonato da Europa que irá decorrer em outubro em Holon, em Israel.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt
Finanças Públicas

Como evitar um 4º resgate? /premium

Paulo Trigo Pereira

Portugal necessita de mais doze anos (três legislaturas completas) de crescimento económico e de finanças públicas quase equilibradas para sair da zona de risco financeiro em que ainda se encontra.

Brexit

Boris Johnson /premium

João Marques de Almeida

Em Londres, só um louco ou um suicida é que defenderiam o acordo assinado com a União Europeia. Resta saber se os líderes europeus terão a lucidez de reconhecer o evidente: o acordo que existe morreu.

Ambiente

A onda verde na UE e os nacionalismos

Inês Pina

Se hoje reduzíssemos as emissões de CO2 a zero já não impedíamos a subida de dois graus centígrados. E estes “míseros” dois graus vão conduzir ao fim das calotas polares e à subida do nível do mar.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)