Rádio Observador

Benfica

Nuno Tavares: outro menino de Lage que a mãe tirou de Alcochete

937

Chegou a integrar a formação do Sporting mas a mãe tirou-o de Alcochete. Do Casa Pia aos juniores do Benfica foi um pequeno salto. Eis o jovem jogador mais utilizado por Bruno Lage na pré-época.

Nuno Tavares estreou-se como titular pelo plantel principal do Benfica frente ao Chivas, a 20 de julho

Icon Sportswire via Getty Images

Tem a a lateral esquerda como habitat natural, mas com Bruno Lage aos comandos a direita parece ser a “nova casa”. A saída de Corchia, a longa paragem de Ebuehi e a lesão do habitual titular André Almeida deixaram um espaço por preencher do lado direito benfiquista nesta pré-época. Mas o Benfica não foi ao mercado: Vieira cumpriu a promessa de que “os reforços estão no Seixal” e Nuno Tavares, defesa esquerdo de raiz, saltou dos B’s para os A’s. Com ele, subiu também João Ferreira, mas o lateral direito de 18 anos poderá estar de saída para a Juventus e foi entretanto “reintegrado” na equipa B.

A estreia de Nuno Tavares pela equipa principal do Benfica ocorreu a 10 de julho, quando o defesa entrou aos 46 minutos para substituir Grimaldo na recepção ao Anderlecht. Nesse mesmo jogo, Tavares — ainda a partir da ala esquerda — assistiu para o único golo dos encarnados, que acabariam por perder por 2-1 frente aos belgas.  Três dias depois, o jovem lisboeta de 19 anos voltou a entrar no segundo tempo na goleada por 8-0 à Académica. Na altura não assistiu, mas voltou a deixar boas indicações para Bruno Lage.

A estreia do lado direito — uma estreia dupla, já que foi também a primeira vez que o jogador começou como titular — foi já nos Estados Unidos, frente ao Chivas do México. Com esta adaptação, Grimaldo voltou a ficar a cargo do lado esquerdo. O Benfica venceu por 3-0 e Nuno Tavares saiu a dez minutos do fim. Com os italianos da Fiorentina, o jogador fez pela primeira vez os 90 minutos numa vitória por 2-1 e a adaptação de Bruno Lage continuou três dias depois com outra equipa italiana: o Milan. Tavares completou novamente os 90 minutos e ajudou os encarnados a vencer os rossoneri por 1-0.

Cerca de um mês depois do início da época, Nuno Tavares foi mesmo o jogador mais utilizado por Bruno Lage: fez 340 minutos em 450 possíveis. Ora, acontece que o dono e senhor da defesa direita do Benfica dos últimos anos, André Almeida, já está recuperado. Mas o treinador setubalense manteve a aposta no jovem e Tavares surgiu mesmo como titular na ala direita do Benfica no jogo deste domingo frente ao Sporting.

Num jogo em que a bola passou pouco pelos seus terrenos, o jogador de 19 anos teve pela frente Acuña. Perdeu algumas bolas e deixou — por várias vezes — a direita descoberta, o que originou alguns lances de perigo para o Sporting. Mas, com o passar dos minutos e à medida que os golos do Benfica iam aparecendo, a confiança de Tavares também aumentou. Destaque para uma recuperação no meio campo defensivo aos 80 minutos, em que o jogador aproveitou que o bloco dos leões estava subido e galgou metade do terreno em poucos segundos. Deu a bola para Seferovic, mas o camisa 14 não conseguiu o golo.

Noventa minutos depois o jovem jogador — e toda a equipa — conquistou o primeiro troféu da época. O Benfica venceu o Sporting por cinco golos sem resposta e os encarnados igualaram o número de Supertaças do Sporting.

O hoje camisola 71 do Benfica chegou a fazer parte da formação do Sporting, mas em 2013 a mãe tirou-o da Academia de Alcochete e o jovem jogador mudou-se para o Casa Pia. Dois anos depois, foi “resgatado” para a formação do Benfica. Com 15 anos, integrou a equipa B dos juniores — da qual também fizeram parte jogadores como Tiago Dantas e Celton Biai.

De escalão em escalão, surgiu a chegada à antecâmara da equipa principal: a equipa B, não sem antes uma curta passagem pelos sub-23. Na época passada, Nuno Tavares fez 13 jogos pelo conjunto que começou com Bruno Lage aos comandos. Agora deu-se o “reencontro” dos dois, desta feita na equipa principal da Luz.

Em junho, estreou-se por Portugal no Torneio Toulon. Jogou 161 minutos em três jogos – dois como titular. Ajudou Portugal a vencer frente ao Japão e à Inglaterra e viu do banco a vitória por 3-0 sobre a França.

View this post on Instagram

A post shared by TAVARES ⚡️ (@nuno_tavares71) on

Não queremos ser todos iguais, pois não?

Maio de 2014, nasceu o Observador. Junho de 2019, nasceu a Rádio Observador.

Há cinco anos poucos acreditavam que era possível criar um novo jornal de qualidade em Portugal, ainda por cima só online. Foi possível. Agora chegou a vez da rádio, de novo construída em moldes que rompem com as rotinas e os hábitos estabelecidos.

Nestes anos o caminho do Observador foi feito sem compromissos. Nunca sacrificámos a procura do máximo rigor no nosso jornalismo, tal como nunca abdicámos de uma feroz independência, sem concessões. Ao mesmo tempo não fomos na onda – o Observador quis ser diferente dos outros órgãos de informação, porque não queremos ser todos iguais, nem pensar todos da mesma maneira, pois não?

Fizemos este caminho passo a passo, contando com os nossos leitores, que todos os meses são mais. E, desde há pouco mais de um ano, com os leitores que são também nossos assinantes. Cada novo passo que damos depende deles, pelo que não temos outra forma de o dizer – se é leitor do Observador, se gosta do Observador, se sente falta do Observador, se acha que o Observador é necessário para que mais ar fresco circule no espaço público da nossa democracia, então dê o pequeno passo de fazer uma assinatura.

Não custa nada – ou custa muito pouco. É só escolher a modalidade de assinaturas Premium que mais lhe convier.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)