A promotora de espectáculos e do festival NOS Alive Everything Is New vai reembolsar mais cedo do que o exigível por lei os portadores de bilhete para o NOS Alive 2020 que não queiram ou não possam marcar presença em 2021 e que não pretendam (em alternativa) um voucher para gastar em outros espectáculos promovidos pela promotora.

A novidade foi dada pela Everything is new esta segunda-feira, nas redes sociais. Embora o decreto-lei aprovado no Parlamento obrigue a reembolso apenas no início de 2022 — até lá os portadores de bilhetes de festivais podem trocar o bilhete para um outro válido para a edição seguinte, em caso de adiamento, ou em alternativa requisitar um voucher para gastar noutros espectáculos da mesma empresa —, a Everything is New diz que irá reembolsar estes portadores de bilhete a partir de 15 de junho de 2020. Ou seja, seis meses e meio antes do exegível por lei.

A revelação é feita assim: “Todos os portadores de bilhete de NOS Alive’20 poderão fazer a troca para um bilhete para as novas datas do NOS Alive 2021, ou caso prefiram para um vale do mesmo valor, nos pontos de venda onde foram adquiridos, a partir do dia 15 de junho de 2020. O vale poderá ser utilizado para aquisição posterior de bilhetes do NOS Alive 2021 ou para qualquer outro espectáculo da promotora do Festival, a Everything Is New”.

Para quem infelizmente não possa comparecer nas novas datas do festival NOS Alive 2021 e não quiser ir a nenhum outro evento da Everything is New, poderá solicitar o reembolso a partir do dia 25 de junho de 2021 e até ao final dos primeiros 14 dias úteis do mês de janeiro de 2022″, refere ainda a nota publicada pela promotora nas redes sociais.

Comunicado NOS Alive.Mais informações em https://bit.ly/FAQS_PT

Posted by Everything Is New on Monday, June 8, 2020

O NOS Alive é um dos eventos culturais anuais de maior dimensão no país, decorrendo no Passeio Marítimo de Algés, com lotação máxima de mais de 50 mil pessoas. O festival é também um dos que atrai mais público internacional, que está mais dependente de viagens e estadias do que o público português.

Para este ano, o festival tinha apostado num cartaz com alguns dos grandes nomes da música pop mundial, como Taylor Swift, Kendrick Lamar e Billie Eilish, além de outros artistas e bandas de relevo como os regressados (para um espectáculo único) Da Weasel, Jorja Smith, alt-J, Khalid, The Lumineers, Faith No More, Anderson .Paak, The Strokes e Two Door Cinema Club. Para os palcos secundários estavam confirmadas atuações de artistas e bandas como Black Pumas, Fountaines D.C., Caribou, Angel Olsen, Tom Misch, Moses Sumney e Parcels.

Reembolso? “Voucher” para troca de bilhete? Estas são as regras para festivais e espetáculos adiados