Depois de ter fechado a primeira ronda de investimento, há um ano, a UpHill, startup portuguesa que desenvolve ferramentas para manter os profissionais a par das atualizações no campo da saúde, está a dar os primeiros passos no mercado internacional. A empresa fundada em 2016 já fechou contratos na Grécia, Noruega, Países Baixos e Suécia.

Em comunicado, a UpHill — que conta com cerca de 100 mil utilizadores únicos em Portugal e está presente em grupos hospitalares como a Luz Saúde, José de Mello e Lusíadas — refere que já está a dar apoio a “multinacionais na investigação e formação em doenças raras ou doenças com alta taxa de prevalência como, por exemplo, a insuficiência cardíaca, em hospitais dos quatro países europeus”. Com os projetos no mercado internacional. as exportações representam atualmente 25% das receitas da empresa.

Para Eduardo Freire Rodrigues, fundador e presidente da UpHill, era ambição da empresa escalar o negócio para outros países, além de consolidar a sua presença em Portugal. “Agora que estão fechados os primeiros contratos internacionais, estamos focados em dar continuidade a este trabalho de expansão em países como a Alemanha, Espanha, França ou o Reino Unido, que são aqueles em que existem mais profissionais de saúde e maior número de doenças em termos absolutos”, acrescenta o responsável da empresa.

No último ano, a UpHill solidificou a presença em Portugal, alargou a oferta de produtos que disponibiliza para facilitar a atualização dos profissionais de saúde, aumentou a carteira de clientes e quintuplicou as receitas, comparativamente a 2018″, acrescenta o fundador da UpHill, citado em comunicado.

Fundada em 2016, a UpHill nasceu para superar o desafio da demora das atualizações no campo da saúde e apresentar as melhores práticas clínicas, baseadas em evidência científica. O software da empresa assemelha-se ao programa normalmente utilizado pelos hospitais, onde o médico pode introduzir todos os dados sobre o doente e fazer a sua consulta normalmente.

O mais recente projeto da startup permite que os médicos e outros profissionais de saúde possam estar a par das atualizações científicas “através da seleção e sumarização dos principais artigos científicos e treinarem a abordagem diagnóstica e terapêutica de várias doenças, através da criação de protocolos de atuação e casos clínicos de simulação virtual”.

UpHill. Startup de saúde lança ferramenta para uniformizar protocolos clínicos

A primeira ronda de investimento que a empresa recebeu foi no ano passado, quando o grupo Luz Saúde investiu pela primeira vez numa startup e ajudou a UpHill a levantar uma ronda de financiamento de 600 mil euros, numa operação onde também participaram a Caixa Capital e a Busy Angels. Ainda antes, em 2016, a UpHill venceu o 18.º Prémio Nacional Jovem Empreendedor da Associação Nacional de Jovens Empresários, o que contribuiu para um investimento de 80 mil euros na empresa.