Os preços na produção industrial diminuíram 6,7% em maio face a igual mês do ano passado, e 5,4% face a abril, o que se deveu sobretudo à energia, revelou esta sexta-feira o Instituto Nacional de Estatística (INE).

A queda homóloga dos preços na produção industrial em maio (-6,7%) foi superior em 1,3 pontos percentuais (p.p.) à observada no mês anterior, refere o INE em comunicado.

Os maiores contributos para a queda do índice agregado em maio foram dados pelos agrupamentos de energia e bens intermédios com menos 5,3 p.p. e menos 1,4 p.p., respetivamente. Em maio, os preços nestes dois agrupamentos caíram em termos homólogos, 25,1% e 3,8%, pela mesma ordem.

Excluindo o agrupamento de energia, os preços na produção industrial apresentaram uma diminuição de 1,7%, contra menos 1,0% no mês de abril.

Já a secção das indústrias transformadoras registou uma diminuição homóloga de 6%, contra uma contração de 4,4% em abril, da qual resultou um contributo de menos 5,4 p.p. para a diminuição do índice global.

Em termos mensais, os preços na produção industrial desceram 1% em maio, depois de terem subido 0,3% no mesmo mês de 2019.