Philip Pullman vai lançar uma novela inédita relacionada com o universo de His Dark Materials (em português Mundos Paralelos). Escrita há mais de uma década para um leilão de caridade, Serpentine será publicada no Reino Unido em outubro.

Serpentine descreve o regresso de Lyra Silvertong a Trollesund, a localidade onde conheceu o urso Iorek Byrnison e o aeronauta Lee Scoresby no primeiro livro da saga, Os Reinos do Norte, que celebra 25 anos este mês. A história passa-se depois do final de O Telescópio de Âmbar, mas antes de A Aliança Secreta, o novo volume da nova trilogia de Pullman, publicado em Portugal no passado dia 15 de julho.

Pullman escreveu a novela em 2004, a pedido de Nicholas Hytner, então diretor do National Theatre, em Londres, que tinha em exibição uma produção de His Dark Materials. De acordo com o The Guardian, o manuscrito de Serpentine foi adquirido na altura por uma “quantia substancial”.

O escritor explicou que decidiu publicar agora Serpentine “porque com o desenvolvimento de O Livro do Pó, especialmente depois dos acontecimentos descritos em A Aliança Secreta, podemos ver uma mudança na forma como Lyra se vê a ela própria e na sua relação com Pantalaimon, que é prefigurada neste pequeno episódio no Ártico”.

Philip Pullman publicou Os Reinos do Norte, o volume inaugural da trilogia que o tornaria famoso, a 25 de julho de 1995. A este seguiu-se, em 1997, A Torre dos Anjos e, três anos depois, O Telescópio de Âmbar. A saga His Dark Materials vendeu 17,5 milhões de cópias no mundo inteiro, está traduzida para 40 línguas e recebeu inúmeros prémios. O seu título surge muitas vezes em listas que tentam enumerar as melhores obras literárias de sempre.

Em 2017, 17 anos depois do fim de His Dark Materials, o autor regressou ao mundo de Lyra e estreou uma nova trilogia. “Quando escrevi Serpentine, não sabia que ia escrever outra trilogia, mostrando Lyra como adulta, mas ela e o seu mundo não me deixavam em paz”, admitiu o escritor inglês. “No que diz respeito às relações humanas, há mil milhões de filamentos invisíveis que nos ligam ao nosso passado, assim como às coisas mais remotas que conseguimos imaginar. E espero que, acima de tudo, estes livros sejam sobre estar vivo e ser humano.”

A publicação de o primeiro volume de O Livro do Pó, La Belle Sauvage (editado em Portugal no início de 2018), foi o grande acontecimento literário desse ano no Reino Unido. Em 2019, saiu A Aliança Secreta, o mesmo ano em que chegou à HBO uma nova produção da saga. O livro foi publicado por cá neste mês de julho. Pullman está neste momento a trabalhar no volume final de O Livro do Pó, ainda sem nome ou data previsível de lançamento. Mas será que ficará por aqui?