Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

Os fãs dos gelados — em qualquer época do ano, podem retomar o caminho da Rua do Carmo, e as novidades, tão frescas quanto um cone com recheio reforçado, não ficam por aqui. Para compras no terreno ou shopping online, há casas que já pensam no terceiro século de vida, espaços que abrigam várias marcas portuguesas, padrões que se reinventam a tempo do frio, e resmas de papel para escrever todos os desejos para 2021. Boas compras nestas oito novas lojas.

Leitão & Irmão

Largo do Chiado, 17, Lisboa. Todos os dias, 10h00 às 19h00 *

© Leitão & Irmão

É uma histórica da joalharia portuguesa que reabre portas depois do devido lifting reparador. No coração da capital (onde chegou em 1877), em pleno Chiado, a Leitão&Irmão mostra-se renovada desde dia 1 de dezembro — a data é simbólica, não fosse esta marcada pela Restauração da Independência e pela inauguração da loja do Estoril/Cascais, corria o ano de 2016. Com cerca de 200 anos de trajeto, o espaço permanece um pequeno paraíso para amantes de anéis, colares e pendentes, brincos e pulseiras, botões de punho e filigrana, e ainda as famosas pratas de porte, manufaturadas nas suas oficinas em pleno Bairro Alto.

COMPLEXO Concept Store

Rua Tomás Ribeiro, 50, Lisboa. Seg a sábado, 10h30 às 19h30 (fechado entre as 14h e as 15h)

© Complexo Store Concept

É uma montra de produtos multimarca, na área da moda, casa e viagem, projetada pela empresa que representa marcas como a Coccinelle, Porsche Design, Rimowa, e que acaba de abrir portas no centro de Lisboa. A seleção de produtos está disponível nesta COMPLEXO Concept Store, o espaço que cruza ainda uma série de referências made in Portugal, como Solo Ceramic, Marta’s, Tosco Studio, Krus, Sofia Alves, Flo, Marie, Freakloset e Shop Charlotte.

Mustique

Rua dos Poiais de São Bento nº 90

© Mustique

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Até aqui o passeio ficava pela Rua das Gáveas para averiguar algumas novidades da Mustique na Nossa Concept. Agora, fica o convite para descer o Combro e descobrir a coleção completamente, num ambiente que respira o ADN da marca. Conhecida pelas icónicas camisas de verão com tons vivos e padrões ecléticos, segue os ditames do mercúrio e aposta agora na linha outono-inverno. ‘Après-Summer’ inclui uma linha de camisolas e casacos de malha, todos produzidos, pela primeira vez, numa fábrica no Norte de Portugal, ficando para trás a produção na Índia, onde até agora fabricavam todas as coleções. Há malhas grossas e modelos oversize, golas e grafismos, e os preços vão dos 84 aos 92 euros.

Joalharia Isabel Mantero

Rua Santos Pousada, 856 R/C. Ter a sáb, 10h00 às 19h00

Foi em meados de setembro que a joalheira Isabel Mantero inaugurou na Invicta o seu atelier e loja em nome próprio, de assinatura 100& portuguesa. E assim a Rua Santos Pousada ganhou uma montra onde o minimalismo se cruza com decorações peculiares, com o selo da mesma autora, sempre focadas nas protagonistas da casa, as joias. Quanto ao recheio do espaço, não faltam opções com toque sóbrio e contemporâneo e ainda personalizáveis ao gosto do freguês.

© Instagram Isabel Mantero Atelier

Plantae

Rua Correia Teles, 63. Seg a sexta 10h às 19h00, sábado 10h às 13h00

© Instagram Plantae

Folha ante folha, Lisboa está cada vez mais verde, mais que não seja porque as lojas que se rendem às plantas já ganharam raízes na cidade. Em Campo de Ourique há um novo oásis com mais de 100 metros quadrados, lançado por três sócios que não deixaram que a pandemia fizesse esmorecer este interesse vegetal. Na Plantae, os preços variam entre os 85 cêntimos e os 100 euros e protagonistas da casa têm origens tão diversas como a África do Sul ou o México. Há vasos de criadores nacionais, área reservada a formação na matéria, e bibliografia sobre o tema para folhear.

Tubitek

Rua do Crucifixo, 79. Lisboa. Seg a sáb, das 10h00 às 19h30

© Instagram Tubitek

A Tubitek anda a dar música desde 1980, nascida e criada no Porto, cidade onde se tornou uma referência para melómanos. Mas à viragem do milénio os discos acusavam demasiados riscos e a crise no setor ditou o encerramento de portas. Mais de uma década depois dessa pausa, com a nostalgia pelo vinil em novo pico de forma, a loja ensaiava o seu regresso. E em outubro, desceu mesmo à capital para um nova rodela de história. O novo espaço está instalado na Baixa.

Cícero

Loja online em www.cicerostore.com

© Cícero

Agendas Planner, cadernetas, cadernos, blocos e bullet jornals são alguns dos produtos que prometem reabilitar o hábito de escrever à mãe e planear em papel. Do Rio de Janeiro para Portugal, onde acaba de abrir a sua loja online, a Papelaria Cícero, criada em 2007 pelo designer que dá nome e alma marca, promete uma mão cheia de esboços, rascunhos e notas pessoais em artigos confecionados ao detalhe. Do design à escolha do material, do primeiro ponto de costura do caderno à arte das capas.

GMS Store (Apple)

Praça da Liberdade, 25, Porto. Seg 09h às 15h, Qua a sex 10h às 20h, sábados, domingos e feriados 9h às 13h00

© GMS Store Apple Reseller

Chegados ao final de 2020 servem-se maçãs num antigo e lendário restaurante portuense. Falamos da primeira loja da Apple no Porto, inaugurada em novembro na cidade através do Grupo Marques da Silva (GMS), revendedor da marca norte-americana em Portugal. O espaço tem vista privilegiada para a Avenida dos Aliados e ocupa aquele que foi o primeiro pouso do emblemático café e posterior restaurante Astória, no Palácio das Cardosas, que mais tarde se viria a converter no Hotel InterContinental. Dos MacBooks aos Apple Watches, os geeks têm mais um destino onde rumar. Quanto ao restaurante, nada tema: deixou cair a formalidade de um típico restaurante de hotel, mudou de sala e tornou-se mais leve e descontraído.

Santini Chiado

Rua do Carmo, 88. Todos os dias 12h30 às 20h30

Em fevereiro, antes mesmo das ameaças trazidas pela pandemia, a habitual multidão à porta esvaziava-se. No número 9 da Rua do Carmo, os fãs dos copos e cones despediam-se provisoriamente da Santini, que encerrava portas com a promessa de voltar em breve — e nem era preciso afastar-se muito no mapa. Seguiu-se uma versão pop up de gelados na vizinha Degrau para atenuar a ausência e agora, terminados os meses de espera, o número 88 da mesma rua recebe a novidade fresquinha: a loja já abriu portas.

Brands for Good

Rua de Miguel Bombarda, 285, Porto. Seg a Sex 11h00 às 19h00. Sáb 11h00 às 20h00

© Instagram Brands for Good

Abriu no começo de outubro, no Centro Comercial Bombarda, e é uma concept store que reúne seis mulheres e cinco marcas sustentáveis. O conjunto de Brands for Good, o nome do espaço, é composto por @bsimple.pt @elleonor.hello @maarisstore @maria_maleta e @zouriveganshoes. Há roupa eticamente feita em Portugal, calçado que ajuda a limpar o oceano, e tantas outras ideias para oferecer no Natal e fazer campanha pelo bem.

Térmita

Largo de Mompilher, 5, Porto. Seg a Sex, 16h00 às 21h00. Sáb e Dom online

© Instagram Térmita

Se tem o bichinho da leitura vai gostar de conhecer um sítio por onde já terá circulado outro bichinho. É que esta Térmita dedicada aos livros funciona num espaço anteriormente ocupado por um armazém de madeiras, convidando agora à preservação das páginas e volumes que aqui se mostram. Encontra-a no Largo de Mompilher, na porta contígua ao Candelabro (o café dos mesmos donos que também ele arrancou, em 2009, num antigo alfarrabista, para combinar copos e letras).

*Horários poderão variar em função das restrições impostas pelo estado de emergência