Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

Começa com um “Tens de ouvir isto”, passa pelo “Acho que já ouvi isto em algum lado” e chega ao obrigatório “Isto é incrível” antes de se repetir de novo, com outra pessoa, uma a uma até serem dezenas, centenas, milhares. Sempre foi assim, o boca a boca, e continua a sê-lo, apenas que com Bandcamp, Spotify, Whatsapp ou Telegram e botões de partilha pelo meio.

Só que não. Desta feita não é bem assim – no fim não acaba toda a gente a dizer “Isto é incrível”; pela primeira vez em muito tempo, num mundo dominado por filmes de super-heróis e pop de travo R’n’B que é convencional há duas décadas, num mundo em que a cultura deixou de ser divisiva, deixando que esse lugar fosse ocupado por justiceiros no Twitter, uma banda tornou-se alvo da atenção dos melómanos e, felizmente, não criou unanimidade, não fez toda a gente render-se, espojar-se a seus pés: chamam-se Black Country, New Road e têm colocado os melómanos à cabeçada quanto ao valor de For the First Time, o seu primeiro álbum.

Este artigo é exclusivo para os nossos assinantes: assine agora e beneficie de leitura ilimitada e outras vantagens. Caso já seja assinante inicie aqui a sua sessão. Se pensa que esta mensagem está em erro, contacte o nosso apoio a cliente.