Depois de terem revelado há meses a primeira produção para a Netflix, conhecem-se agora os detalhes daquela que será a segunda produção de Meghan e Harry para a plataforma de streaming. O novo projeto, intitulado para já de “Pearl”, vai acompanhar as aventuras de uma menina de 12 anos e será uma série animada.

Harry e Meghan Markle assinam contrato com Netflix para produzir documentários e filmes

Em setembro do ano passado, vinha a público a nova aposta do casal meses depois de oficializarem o “Megxit”.  Harry e Meghan fundaram uma empresa de produção, a Archewell Productions, e assinaram um contrato de vários anos com a Netflix, para que produzissem documentários, filmes, séries e até conteúdos infantis. A primeira produção foi conhecida em abril deste ano, com a revelação de que seria um documentário sobre a próxima edição dos Invictus Games, a prova desportiva criada pelo príncipe em 2014, na qual competem ex-elementos das forças armadas com limitações motoras, sobreviventes de lesões ou doenças graves. O evento é esperado em 2022, nos Países Baixos, depois de ter sido adiado por duas vezes por causa da pandemia do novo coronavírus.

Revelada a primeira produção de Harry e Meghan para a Netflix

A segunda produção, divulgada esta quarta-feira, é fruto de uma ideia de Meghan muito focada na família e inspirada por várias mulheres da História. “Tal como muitas meninas na sua idade, a nossa heroína Pearl está numa jornada de autoconhecimento ao mesmo tempo que tenta lidar com uma série de desafios do dia a dia”, escreveu Meghan em comunicado, citado pelo Hollywood Reporter. “Estou emocionada com o facto de a Archewell Productions, em parceria com a Netflix e todos estes produtores incríveis, por todos juntos conseguirmos trazer para as pessoas esta nova série de animação, que celebra mulheres extraordinárias ao longo da história”.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

A duquesa será produtora executiva ao lado de David Furnish (“Rocketman” e “Sherlock Gnomes”), Carolyn Soper (“Tangled”), Liz Garbus (“I’ll Be Gone in the Dark”) e Dan Cogan (“Icarus”).  Pearl será uma personagem onde “toda a gente vai conseguir reconhecer um bocadinho de si mesmos”, refere Carolyn Soper, num conto que une histórias reais à fantasia. Megan Casey, responsável pelas produções de animação da Netflix, afirmou ser uma narrativa “emocionante” concentrada nesta jovem que “aprende a assumir o seu próprio poder quando embarca nesta aventura heroica e encontra ao longo do caminho várias mulheres importantes da história”.