O Serendipity 3, um restaurante sediado em Manhattan, em Nova Iorque, já é famoso por bater recordes. O último foi quebrado semana passada, ao vender as batatas fritas mais caras do mundo. É o décimo recorde deste este restaurante, dias depois de ter reaberto portas este mês, após ter passado o último ano encerrado devido à pandemia de Covid-19.

De acordo com o jornal New York Post, esta iguaria tem como nome “Creme de la Creme Pommes Frites” (“a nata da nata das batatas fritas”, numa tradução livre) e é vendida por 169 euros, o equivalente a 200 dólares. O que justifica o preço exorbitante? O facto de estas batatas fritas serem acompanhadas de ingredientes sofisticados, como trufas e ouro comestível.

“Estou sem palavras, é simplesmente uma das experiências mais surreais que já vivi”, afirma o chef executivo Frederick Schoen-Kiewert sobre o prato. Joe Calerdone, diretor criativo do restaurante, acrescenta: “Depois da reabertura queríamos ter o maior impacto possível e achamos que seria o timing perfeito para fazer algo deste género.”

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

O primeiro recorde do restaurante foi em 1998, com o maior bolo de casamento do mundo, com três mil quilos e três metros de altura. Foi uma sobremesa comemorativa do Dia dos Namorados, e nesse fim de semana todos os estabelecimentos e refúgios para pessoas em situação de sem abrigo receberam uma fatia deste bolo.