Momentos-chave
Histórico de atualizações
  • Bom dia,

    Encerramos este liveblog. Continue a acompanhar todas as informações mais importantes sobre a Covid-19 em Portugal e no mundo neste link.

    Portugal está a “chegar ao limite do público-alvo para ser vacinado”, diz Gouveia e Melo

  • Angola com mais 257 novos casos e 13 óbitos

    Angola notificou nas últimas 24 horas mais 257 casos de Covid-19, 13 óbitos e 56 doentes recuperados, anunciou o secretário de Estado para a Saúde Publica, Franco Mufinda.

    Os casos foram registados em Luanda (114), Benguela (58), Namibe (24), Zaire (21), Bié (19), Huíla (6), Huambo (5), Cabinda (3), Cuanza Sul (3), Moxico (2), Lunda Sul (1) e Uíje (1) com idades entre 6 meses e 88 anos, 150 sexo masculino e os restantes, feminino

  • São Tomé e Príncipe com 30 casos e dezassete recuperações em 48 horas

    São Tomé e Príncipe registou 30 novos casos de infeção pelo novo coronavírus e dezassete recuperações nas últimas 24 horas, elevando o total de infetados desde o início da pandemia para 2.657, anunciaram hoje as autoridades do país.

    De acordo com o boletim divulgado pelo Ministério da Saúde de São Tomé e Príncipe, o país não registou qualquer morte nas últimas 48 horas, mas nas últimas 24 horas foram registados 23 casos de infeção pelo novo coronavírus, sendo uma na ilha no Príncipe, e 11 recuperações na ilha de São Tomé.

  • Cidadão da Marinha Grande hospitalizado com Covid-19 no México pede ajuda

    Vasco Santos, de 32 anos encontra-se, hospitalizado depois de ter sido infetado com Covid-19 enquanto estava de lua-de-mel e pediu ajuda para conseguir responder às despesas de saúde.

    Cidadão da Marinha Grande hospitalizado com Covid-19 no México pede ajuda

  • Dinamarca vai distribuir a terceira dose em lares

    O ministro da Saúde da Dinamarca, Magnus Heunicke, anunciou que todos os residentes dos lares irão receber a terceira dose da vacina contra a Covid-19.

    Heunicke afirma que embora 96% dos utentes já estejam vacinados, continua a existir um aumento significativo de casos em lares de idosos.

    O ministro garante ainda que “o Conselho Nacional de Saúde já se encontra a planear a implementação da dose de reforço em todos os municípios e regiões do país”.

  • Cabo Verde com mais 115 infetados e uma morte em 24 horas

    Cabo Verde registou mais 115 infetados com o novo coronavírus nas últimas 24 horas, e uma morte, elevando para 35.739 o acumulado de casos desde março de 2020, segundo dados divulgados hoje pelo Ministério da Saúde.

    De acordo com o boletim epidemiológico divulgado esta noite pelo Ministério da Saúde, os laboratórios de virologia do arquipélago processaram 1.500 amostras desde quinta-feira, com uma taxa de positividade global de 7,7%.

    No concelho da Praia, capital e principal foco da pandemia de Covid-19 no país, foram registados mais 49 infetados com o novo coronavírus nas últimas 24 horas (em 343 amostras, taxa de positividade de 14,3%), contando agora com 400 casos ativos.

  • Açores impõem máscara e rastreio de saliva aleatório nas escolas

    Os Açores só vão definir, na próxima segunda-feira, as regras de contenção da Covid-19 para as escolas, no novo ano letivo, mas o secretário da Saúde adiantou hoje que haverá uso de máscara e um rastreio de saliva aleatório.

    Já está preparado o processo de testagem aleatória dos jovens através de teste de saliva. É uma forma de conseguirmos ter algum tipo de rastreio e de controle, para o eventual surgimento de alguma contaminação. Isto já está definido”, revelou o titular da pasta da Saúde nos Açores, Clélio Meneses, numa conferência de imprensa, em Angra do Heroísmo.

    Segundo o governante, na próxima segunda-feira haverá uma reunião conjunta entre os titulares das pastas da Saúde e da Educação, para definir os procedimentos a adotar nas escolas, no próximo ano letivo, como “os critérios de identificação dos casos e as medidas a tomar nessa sequência”.

    O uso de máscara na sala de aula deverá, no entanto, manter-se.

  • Presidente sul-africano diz que funcionários podem recusar vacina por motivos médicos e constitucionais

    “Ninguém deveria ser forçado a ser vacinado”, afirmou o presidente sul-africano, Cyril Ramaphosa, que acredita ser mais importante encorajar os cidadãos através dos dados científicos disponíveis.

    Presidente sul-africano diz que funcionários podem recusar vacina por motivos médicos e constitucionais

  • EMA estuda eventual ligação entre síndrome inflamatória multissistémica e vacina da Pfizer

    Após um jovem de 17 anos dinamarquês ter contraído síndrome inflamatória multissistémica, a EMA decidiu estar uma eventual ligação entre a doença e a vacina da Pfizer.

    EMA estuda eventual ligação entre síndrome inflamatória multissistémica e vacina da Pfizer

  • Um morto e 33 infeções numa residência de idosos no Cadaval

    Um surto numa residência de idosos no Cadaval provocou a morte a uma idosa com mais de 90 anos e infetou mais de 33 pessoas pessoas, sendo 21 delas utentes do lar.

    Um morto e 33 infeções numa residência de idosos no Cadaval

  • Risco de morte "três a sete vezes menor" nas pessoas com vacinação completa

    O risco de morte, medido através da letalidade por estado vacinal, “é três a sete vezes menor nas pessoas vacinação completa do que nas pessoas não vacinadas”, lê-se no relatório das Linhas Vermelha da DGS e do INSA, com dados referentes ao mês do julho.

    Relativamente ao número total, registaram-se 29.373 casos de Covid-19 em indivíduos com a vacinação completa, contabilizando 0,4%.

    “Entre os 29 373 casos de infeção por SARS-CoV-2 em pessoas com esquema vacinal completo contra a Covid-19 há mais de 14 dias, registaram-se 309 óbitos por Covid-19 (1,1%), dos quais 239 óbitos (77,3%) em pessoas com mais de 80 anos”, salienta a DGS e o INSA.

  • Madeira com 18 novos casos e um total de 194 infeções ativas

    A Madeira sinalizou hoje 18 novos casos de Covid-19 e 23 recuperações, indicou a Direção Regional da Saúde, referindo que o total de infeções ativas no arquipélago é agora de 194, com seis doentes hospitalizados.

    Entre os novos positivos, 16 são de transmissão local e dois foram importados do Reino Unido, sendo que a região autónoma passa a contabilizar 11.343 casos de infeção por SARS-CoV-2 desde o início da pandemia, já com 11.074 recuperados, e 75 mortos associados à doença.

    Os dados da autoridade regional diferem dos apresentados hoje pela Direção-Geral da Saúde, que atribui à Madeira 13 novos casos, num total de 11.787 confirmados desde março de 2020, e 72 óbitos.

  • Governo refere que testagem a alunos e professores é "segurança extra"

    O secretário de Estado da Saúde salienta que o rastreio a alunos e professores é uma “segurança extra” para “para podermos voltar também a um ano letivo com mais normalidade”.

    Governo refere que testagem a alunos e professores é “segurança extra”

  • Linhas Vermelhas. Internamentos em UCI com "tendência estável a decrescente"

    Os internamentos em Unidades de Cuidados Intensivos (UCI) também apresenta uma “tendência estável a decrescente”, registando-se menos sete por cento quando comparado com a semana anterior.

    O grupo etário que neste momento tem mais internados em UCI é aquele dos 60 aos 79 anos.

  • Linhas Vermelhas. Taxa de incidência "com tendência crescente" nas faixas etárias mais avançadas, e "decrescente" nas mais jovens

    A taxa de incidência cumulativa a 14 dias por 100 mil habitantes nas faixas etárias mais avançadas — com mais de 65 anos — apresenta uma “tendência estável a crescente”, segundo o relatório das Linhas Vermelhas da DGS e do INSA.

    Em sentido inverso, nas faixas etárias mais jovens existe uma “tendência decrescente”.

  • Linhas Vermelhas. Atividade epidémica de "elevada intensidade", mas com tendência estável a decrescente

    A atividade epidémica em Portugal continua com uma “elevada intensidade”, mas com “tendência estável a decrescente”. Na pressão sobre os serviços de saúde, também se verifica uma “tendência estável a decrescente”.

    Segundo o relatório das Linhas Vermelhas divulgado hoje pela Direção-Geral da Saúde (DGS) e do INSA, também a mortalidade apresenta uma “tendência estável a decrescente”.

  • Espanha: pressão nas Unidades de Cuidados Intensivos desceu

    A pressão nas Unidades de Cuidados Intensivos (UCI) em Espanha desceu ligeiramente para 15,9% da ocupação (menos três décimas do que na quinta-feira).

    A pressão nas enfermarias dos hospitais também caiu ligeiramente para 5,3% da ocupação, com um total de 6.245 pacientes hospitalizados.

  • Contágios a descer em Espanha com 6.311 novos casos e 155 mortes

    As autoridades de saúde de Espanha contabilizaram 6.311 novos casos de Covid-19 e 155 mortes nas últimas 24 horas, mas o número de casos por 100.000 habitantes está a diminuir.

    Com estes valores divulgados hoje pelo Ministério da Saúde, o país totaliza 4.877.755 infeções pelo coronavirus responsável pela Covid-19 e 84.795 óbitos desde o início da pandemia.

    Os novos dados relatam uma queda de 12 pontos na incidência cumulativa por 100 mil habitantes, situando-se nos 198 casos, uma queda de 12 pontos nas últimas 24 horas.

    Desde o início da quinta vaga, na ultima semana de junho quando se registou uma incidência de 92,5 casos, a transmissão tinha vindo a aumentar à medida que as comunidades relaxam as restrições e o contacto social aumenta, tendo atingido o pico em 27 de julho, quando atingiu os 701,9 casos.

  • Mais uma morte e 365 infetados em Moçambique

    Moçambique registou uma morte devido a Covid-19 e 365 casos de infeção pelo novo coronavírus, nas últimas 24 horas, anunciou hoje o Ministério da Saúde.

    A morte foi declarada na quarta-feira e a vítima é uma moçambicana de 89 anos, indicou o ministério, no comunicado de atualização diária de dados sobre a Covid-19.

    Segundo o documento, o país contabiliza um total acumulado de 1.872 mortes e 147.431 infetados, 92% dos quais recuperados e 122 internados (52% na cidade de Maputo, capital do país).

    Moçambique tem ainda 9.917 casos ativos do coronavírus SARS-CoV-2, de um total de 859.547 casos suspeitos testados, dos quais 3.241 nas últimas 24 horas.

  • "Só juntos será possível vencer este vírus". Task force apela à vacinação de todos os portugueses com mais de 12 anos

    A task force do plano de vacinação para a Covid-19 apelou hoje a que todos os portugueses que ainda não foram vacinados para se juntarem “ao processo de vacinação para proteção própria, das suas famílias e da comunidade, aproveitando as estruturas de vacinação ainda em funcionamento”.

    Em comunicado, a task force reitera que todos os centros de vacinação estão a funcionar na modalidade modalidade de Casa Aberta “sem restrições às faixas etárias, nem relativamente ao local de residência dos utentes”.

    “Só juntos e com sentido de responsabilidade individual e comunitário será possível vencer este vírus”, lê-se ainda.

1 de 3