Um cidadão da Marinha Grande está hospitalizado, infetado com Covid-19, no México onde se encontrava em lua-de-mel, e apelou esta sexta-feira a ajuda para fazer face às despesas com a doença, confirmou à Lusa a presidente da autarquia.

O apelo começou esta sexta-feira a circular nas redes sociais, através de publicações de amigos de Vasco Santos, de 32 anos, bastante conhecido no andebol da região de Leiria, onde já foi jogador e treinador.

“O Vasco está internado com Covid-19, em estado considerado muito grave e a precisar de cuidados e de medicação caríssimos”, referia a mensagem, que não deixou a presidente da Câmara da Marinha Grande, Cidália Ferreira, alheia.

A autarca disse à Lusa que, assim que soube, contactou de imediato a Embaixada do México, o Ministério dos Negócios Estrangeiros e a Secretaria de Estado das Comunidades.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

“A embaixada disse-me que iriam contactar a associação de portugueses no México para que os ajudem a dar informação sobre o Vasco e a perceber o que se passa no hospital”, revelou Cidália Ferreira (PS).

A presidente acrescentou que continua a acompanhar a situação e já conversou com a irmã da mulher de Vasco, que lhe transmitiu que a família está “bastante preocupada”.

Fonte do Ministério dos Negócios Estrangeiros disse à Lusa que a tutela, “através da Embaixada de Portugal no México, está a acompanhar a situação, de que teve conhecimento hoje, e em contacto com a família, procurando prestar todo o apoio consular possível no âmbito das suas competências”.

A Covid-19 provocou pelo menos 4.529.715 mortes em todo o mundo, entre mais de 218,96 milhões de infeções pelo novo coronavírus registadas desde o início da pandemia, segundo o mais recente balanço da agência France-Presse.

Em Portugal, desde março de 2020, morreram 17.772 pessoas e foram contabilizados 1.042.144 casos de infeção confirmados, segundo dados da Direção-Geral da Saúde.

A doença respiratória é provocada pelo coronavírus SARS-CoV-2, detetado no final de 2019 em Wuhan, cidade do centro da China, e atualmente com variantes identificadas em países como o Reino Unido, Índia, África do Sul, Brasil ou Peru.