Logo Observador
Salários

Público e Privado. Quem ganha mais (e quanto mais)?

604

Trabalhadores do setor privado ganhavam, em média, mais 1,8% em abril de 2015 do que um ano antes. Mas os ordenados médios da Função Pública são bem superiores. Saiba quanto aqui.

Um trabalhador por conta de outrem em Portugal, com um contrato a tempo inteiro, ganhava em abril de 2015 uma média de 1.140,37 euros por mês, incluindo complementos. A média aumentou 1,8% face ao mês homólogo do ano anterior (1,4% em termos reais, ou seja, excluindo a inflação) mas continuou bem abaixo do salário médio no setor público, que era em julho de 2015 de 1.621,20 euros.

Diário Económico comparou os dados do Inquérito aos Ganhos e à Duração do Trabalho, publicado pelo Ministério do Trabalho, com as informações transmitidas pela Direcção Geral do Emprego Público (DGAEP). Eis uma sistematização das conclusões, atentando que os primeiros dados (relativos ao setor privado) se referem a abril e os segundos (do setor público) a julho.

Setor privado. Salário médio incluindo complementos: 1.140,37 euros

Setor privado. Salário-base médio: 950,90 euros

Setor público. Salário médio incluindo complementos: 1.621,20 euros

Setor público. Salário-base médio: 1.404,20 euros

O Diário Económico acrescenta, a partir dos dados do Ministério do Trabalho relativos ao setor privado, que os homens ganhavam, em média, em Abril, 1.262,17 euros mensais, enquanto as mulheres recebiam menos 21,3%, ou seja, 993,84 euros.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: ecaetano@observador.pt
Açores

O despertar da bela adormecida?

Maria João Avillez

E sobre isso, um véu de melancolia tão pesado e uma solidão tão desolada que moldaram os poetas, politicos e pintores que os Açores nos deram.