Madeira

Condutor de carros de cesto na Madeira morto a tiro após discussão

Um homem morreu, esta quarta-feira, na freguesia do Monte, na Madeira, depois de ter sido alvejado a tiro na sequência de uma discussão.

@NewsVoyageur/Twitter

Autor
  • Agência Lusa

Um homem morreu esta quarta-feira na freguesia do Monte, na Madeira, depois de ter sido alvejado a tiro na sequência de uma discussão, disse fonte dos Bombeiros Voluntários Madeirenses à Lusa.

Segundo a mesma fonte a vítima é o presidente da Associação dos Carreiros do Monte (carros de cesto que constituem uma das atrações turísticas da ilha), Norberto Gouveia, tendo a rixa ocorrido com um outro colega de profissão.

Confirmo que houve uma discussão da qual resultou um morto”, disse.

A fonte adiantou que os bombeiros ainda tentaram reanimar o homem, mas este acabou por falecer, encontrando-se o corpo no local à espera da chegada do delegado de saúde para confirmar o óbito.

O incidente deu-se no começo do trajeto dos carros de cesto, nas proximidades do Largo da Igreja, na freguesia do Monte, Funchal. No local estiveram, além dos bombeiros, uma Equipa Médica de Intervenção Rápida (EMIR) e a Polícia de Segurança Pública (PSP).

Detido suspeito

A PSP deteve o suspeito do assassinato, no Largo da Fonte, em Monte, sem oferecer resistência, anunciou o comissário Fábio Castro.

A polícia foi acionada para o local, verificou-se a pessoa que se encontrava no local dentro do perfil do suspeito e efetuou a sua detenção.

O comissário adiantou que o caso foi transferido para a Policia Judiciária (PJ), acrescentando não saber os motivos da ocorrência, nem quantos tiros foram disparados ou que pistola foi usada. “Vai ser efetuada a investigação criminal pela Polícia Judiciária”, concluiu.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt
Saúde da Mulher

Rastreios e outro direito a escolher

Maria João Marques

Concluímos que estas decisões existem para permitir que se gaste mais em salários no SNS. Menor controlo do cancro da mama pela melhor causa: o PS comprar uns tantos votos aos funcionários públicos.

Governo

Vítimas do seu sucesso?

Luís Aguiar-Conraria

Costa não está a ser vítima do seu sucesso: está a ser vítima da hipocrisia do seu discurso. O facto de o Governo não repor as carreiras é a demonstração de que os cortes na despesa foram necessários.

Só mais um passo

Ligue-se agora via

Facebook Google

Não publicamos nada no seu perfil sem a sua autorização. Ao registar-se está a aceitar os Termos e Condições e a Política de Privacidade.

E tenha acesso a

  • Comentários - Dê a sua opinião e participe nos debates
  • Alertas - Siga os tópicos, autores e programas que quer acompanhar
  • Guardados - Guarde os artigos para ler mais tarde, sincronizado com a app
  • Histórico - Lista cronológica dos artigos que leu unificada entre app e site