Logo Observador
Papa em Fátima

Os detalhes da “cura inexplicável” atribuída aos pastorinhos

162

O "milagre" aprovado pelo Papa relaciona-se com a "cura inexplicável" de uma criança brasileira que sobreviveu a uma queda de sete metros e teve alta ao fim de apenas três dias.

GIORGIO ONORATI/EPA

Autor
  • Agência Lusa

O milagre aprovado pelo Papa que permitiu a canonização dos pastorinhos em Fátima relaciona-se com a “cura inexplicável” de uma criança brasileira que sobreviveu a uma queda de sete metros, noticiou esta quinta-feira a Rádio Vaticana.

Esta informação, no dia em que o Vaticano anunciou que Jacinta e Francisco seriam canonizados em Fátima, não identifica nem a criança nem o local do Brasil onde terão decorrido os acontecimentos, mas descreve o que se passou.

O milagre, reconhecido a 23 de março passado, diz respeito a uma criança brasileira que na época tinha 6 anos, segundo a Rádio Vaticana. A postuladora da causa, Ângela Coelho, já havia dito, também há um mês, que os factos se reportavam a 2013, mas não deu mais pormenores.

A criança “estava na casa do avô, brincando com a irmãzinha, quando caiu, por acidente, de uma janela de cerca de sete metros de altura, sofrendo um grave traumatismo crânio encefálico, com a perda de material cerebral”. Depois de transportada “ao hospital em coma, foi operada” e os médicos disseram que, “caso sobrevivesse, viveria em estado vegetativo ou, no máximo, com graves deficiências cognitivas”.

Escreve a Rádio do Vaticano que, “milagrosamente, após três dias, a criança recebeu alta, não sendo constatado nenhum dano neurológico ou cognitivo”. A 2 de fevereiro de 2007, uma equipa médica, segundo a mesma fonte, deu um “parecer positivo unânime sobre o caso, como ‘cura inexplicável do ponto de vista científico'”.

Na descrição da Rádio Vaticana, “no momento do incidente o pai da criança havia invocado Nossa Senhora de Fátima e os dois pequenos beatos”. “Na mesma noite, os familiares e uma comunidade de irmãs de clausura haviam rezado com insistência, pedindo a intercessão dos pastorinhos de Fátima”, lê-se no texto.

O Vaticano anunciou esta quinta-feira que o papa Francisco vai canonizar, a 13 de maio, os dois pastorinhos Jacinta e Francisco durante a sua visita a Fátima para assinalar o centenário das “aparições”. O anúncio foi feito por Francisco no Consistório, reunião formal de cardeais, no Palácio Apostólico do Vaticano, em que foram fixadas as datas para a cerimónia de canonização de 37 futuros santos.

Papa confirma: pastorinhos vão ser canonizados a 13 de maio em Fátima

Francisco e Jacinta morreram ainda crianças, pouco depois de, com a sua prima Lúcia de Jesus (1907-2005), terem estado na origem do fenómeno de Fátima, entre maio e outubro de 1917.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt