Arbitragem

Miguel Lucas Pires renunciou cargo no Tribunal Arbitral do Desporto

111

Depois de ter sido acusado de ter pedido cinco bilhetes para o Benfica-Marítimo, Miguel Lucas Pires renunciou ao cargo de árbitro no Tribunal Arbitral do Desporto.

ANTÓNIO COTRIM/LUSA

Miguel Lucas Pires, árbitro do Tribunal Arbitral do Desporto que avaliou o caso dos vouchers, renunciou ao cargo esta quinta-feira, avança o jornal Correio da Manhã.

A renúncia acontece depois de o árbitro ter sido acusado de ter pedido cinco bilhetes para a receção do Benfica ao Marítimo no estádio da Luz, em abril, através do amigo Fernando Seara. A notícia foi avançada pela revista Sábado.

Membro do Tribunal Arbitral do Desporto pediu bilhetes para jogo do Benfica na Luz

“[Nunca solicitei bilhetes] a qualquer dirigente, funcionário, treinador ou jogador do Benfica. À data em que foram solicitados os convites em causa, o prof. Fernando Seara, ao que julgo saber, não exercia qualquer cargo na estrutura diretiva do Benfica”, disse o árbitro à revista Sábado.

O pedido dos bilhetes chegou através do antigo dirigente Fernando Seara, mas teriam como destino final Miguel Lucas Pires. Domingos Soares de Oliveira, administrador da SAD das águias, enviou um email para Ana Zagalo, da direção comercial, a pedir cinco bilhetes “jeitosos”.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt

Só mais um passo

Ligue-se agora via

Facebook Google

Não publicamos nada no seu perfil sem a sua autorização. Ao registar-se está a aceitar os Termos e Condições e a Política de Privacidade.

E tenha acesso a

  • Comentários - Dê a sua opinião e participe nos debates
  • Alertas - Siga os tópicos, autores e programas que quer acompanhar
  • Guardados - Guarde os artigos para ler mais tarde, sincronizado com a app
  • Histórico - Lista cronológica dos artigos que leu unificada entre app e site