O teletransporte é possível. Não o teletransporte de pessoas ou de matéria – pelo menos, não por enquanto – mas o transporte de informação entre dois pontos que não estão ligados entre si, mais propriamente entre dois quanta – o quantum é a unidade mais pequena de energia. Os resultados da experiência, desenvolvida por investigadores do Instituto Kavli de Nanociência da Universidade de Tecnologia de Delft (nos Países Baixos),  foram publicados esta quinta-feira na revista Science.

Os investigadores conseguiram mostrar que em todas as tentativas, um quantum conseguiu transmitir informação a outro que se encontrava a três metros de distância, mostrando, desta forma, que os quanta podem estar interligados e afetar-se mutuamente, mesmo quando não há contacto entre eles. Até quando as partículas estão a anos-luz, a cerca de 10 triliões de quilómetros, uma da outra. Albert Einstein não acreditava que esta ligação fosse possível.

Mas, porque é que isto é importante? Porque pode melhorar a comunicação entre computadores, por exemplo, explica o New York Times. Enquanto os computadores usam uma linguagem binária, com 0 e 1, os bits quânticos podem ter muitos valores simultaneamente. Abre-se, assim, a porta a uma nova geração de computadores mais rápidos – as mensagens na internet seriam transmitidas instantaneamente – e de redes de comunicação mais seguras.

No entanto, esta ainda é uma realidade distante. Para manter um computador quântico, era necessário que os quanta mantivessem as ligações durante longos períodos de tempo, o que até ao momento ainda não foi concretizado. Embora o caminho a percorrer ainda seja longo, os investigadores estão bastante entusiasmados com as descobertas que se vão fazendo nesta área da física.