Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

A Presidência da República divulgou uma nota assinada por Cavaco Silva, onde é feito um agradecimento a todos os que auxiliaram o chefe de Estado quando este ficou indisposto, durante as cerimónias militares por ocasião do 10 de junho, na Guarda.

“Como é do conhecimento público, no decurso das cerimónias militares senti uma indisposição, que me obrigou a interromper a intervenção que proferia, a qual retomei após observação médica, que confirmou o meu restabelecimento, conforme informação clínica de imediato tornada pública”, lê-se na nota, que conclui com “um sentido agradecimento a todos os que manifestaram a sua preocupação e solidariedade”.

Desta forma a Presidência atenua a sensação de estranheza que ficou depois do ocorrido com o Presidente da República, que regressou ao palanque e continuou a sua intervenção precisamente no ponto em que estava, sem ter feito qualquer referência à indisposição.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR