Lisboa foi nomeada “Cidade Empreendedora Europeia 2015” esta quarta-feira, pelo Comité das Regiões da União Europeia, em Bruxelas. O galardão premeia as melhores estratégias regionais para a promoção do empreendedorismo e da inovação junto das pequenas e médias empresas.

Para a distinção da capital portuguesa, contribuiu a estralégia desenvolvida por Lisboa para “fomentar o empreendedorismo e executar políticas europeias fundamentais como a chamada Lei das Pequenas Empresas (Small Business Act para a Europa – SBA) e a Estratégia Europa 2020 para o crescimento e o emprego”, lê-se no site da Câmara Municipal de Lisboa. O destaque recaiu nos esforços que têm vindo a ser feitos para “conquistar uma posição no Atlântico como pólo de negócios e cidade de startups”.

“Lisboa é a primeira cidade a receber o prémio da EER – European Entrepreneurial Region. A sua estratégia demarca-se pela forma como interliga projetos já existentes em prol do empreendedorismo e da inovação a novas medidas específicas adotadas no âmbito da iniciativa EER”, afirmou Valcárcel Siso, presidente do Comité das Regiões.

Em causa, estão as iniciativas camarárias, como a “Empresa na hora”, a incubadora de empresas Startup Lisboa, o Programa de Empreendedorismo Jovem de Lisboa, ou o programa de aceleração Lisbon Challenge. Para Valcárcel Siso, “a estratégia resultante é um modelo válido para o modo como os municípios e as regiões poderão transformar os objetivos da Estratégia Europa 2020 em ações concretas, adaptadas às necessidades locais”.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

António Costa adiantou, durante a distinção, que a criação de uma rede de incubadoras permitiu gerar 260 empresas empresas, cerca de 30% com capital estrangeiro. “É com muita satisfação que vemos a Europa reconhecer este esforço e a importância de complementar as políticas orçamentais com mecanismos que favoreçam o crescimento e o emprego, não só em palavras, mas em atos, através das empresas, porque são as empresas que podem produzir riqueza e podem criar emprego (…). Demonstra que estamos no bom caminho e que crescimento e emprego não têm que ser meras palavras», disse o presidente da Câmara de Lisboa durante a cerimónia.

A Irlanda do Norte e a Região Valenciana de Espanha também foram distinguidas pelo Comité das Regiões, a assembleia dos representantes regionais e locais dos 28 Estados Membros.