Chama-se BuyPartisan e promete transportar a clivagem política entre democratas e republicanos, nos Estados Unidos, para um novo patamar. O que faz esta aplicação para smartphones desenvolvida pela Spend Consciously? É simples.

Ao utilizador bastará passar a câmara fotográfica do telemóvel pelo código de barras de um produto e a aplicação irá procurar informação sobre financiamentos de campanhas feitos pelo respetivo fabricante, pelos administradores e pelos trabalhadores. No final, o consumidor ficará a saber se a empresa em causa pende mais para o Partido Republicano ou para o Partido Democrático.

Exemplos concretos? A Quaker Oats é 78,5% republicana, enquanto a Starbucks é 80,75% democrata. Matthew Colbert, fundador da empresa que desenvolveu a aplicação, afirma que o objetivo é o de dar informação aos utilizadores que lhes permitam transformar “todos os dias em dias de eleição no que respeita à forma como gastam o seu dinheiro”.

Para o Washington Post, a perspectiva pode ser preocupante, já que aquilo de que os Estados Unidos mais necessitam, atualmente, é de mais decisões que se mostrem cegas ao sectarismo que tem tomado conta da sociedade norte-americana. Em junho passado, recorda o jornal, uma investigação do Pew Research indicou que, em cada um dos dois grandes partidos do país, a fatia de simpatizantes que tem uma opinião “altamente negativa” sobre a organização adversária mais do que duplicou desde 1994. “A maior parte destes militantes acredita que as políticas defendidas pelo outro partido são tão más que ameaçam o bem estar da nação”, referiu o estudo.

O Washington Post tira uma conclusão. “Já não se trata de sabermos que os americanos se recusam a casar, socializar ou viver perto de pessoas com quem discordam por causa das suas simpatias partidárias. Se a aplicação tiver sucesso, será um sinal de que democratas e republicanos já nem sequer querem fazer negócios uns com os outros”.