A advogada do fundador do portal WikiLeaks disse hoje que Julian Assange não vai deixar a embaixada do Equador em Londres até ter a certeza de que não será extraditado para os Estados Unidos.

O australiano, que se encontra refugiado na embaixada do Equador em Londres há dois anos, disse na segunda-feira que deixaria o complexo “em breve” alegadamente por motivos de saúde.

A sua advogada, Jennifer Robinson, admitiu que o facto de ter permanecido fechado durante esse período na representação diplomática teve impacto na saúde do australiano de 43 anos, indicando, porém, ser difícil avançar com uma data para a sua saída.

Assange vai sair “assim que possam ser negociadas as condições que permitam a Julian deixar a embaixada e desde que o seu asilo político — para o proteger do risco de extradição para os Estados Unidos — for respeitado”, disse a causídica. “E nós ainda não vimos isso acontecer”, realçou Jennifer Robinson, em declarações à cadeia televisiva australiana ABC.

Assange solicitou asilo na embaixada em junho de 2012 para evitar a extradição para a Suécia, onde o fundador do portal WikiLeaks enfrenta acusações de violência sexual interpostas por duas jovens suecas, as quais rejeita.

O australiano teme que a extradição para a Suécia possa conduzir à sua transferência para os Estados Unidos, onde seria julgado por causa da publicação de milhares de documentos secretos da administração norte-americana, nomeadamente sobre as guerras do Iraque e do Afeganistão.

“Todos nós gostaríamos de vê-lo cá fora o mais rapidamente possível. Ele está [lá] há mais de dois anos e as circunstâncias e condições no interior da embaixada não são assim tão boas”, afirmou. “Temos vindo a pedir que haja garantias de que ele não será extraditado para os Estados Unidos — essa é e sempre será a nossa principal preocupação — e figura, de facto, como a razão para a concessão de asilo que fez com que permanecesse no interior da embaixada”, disse Jennifer Robinson.

Neste sentido, frisou: “É muito difícil definir um calendário para isto”.