O lucro da Inapa quase triplicou (195%) no primeiro semestre deste ano, face a igual período de 2013, para 1,5 milhões de euros, anunciou esta quinta-feira a empresa. Em comunicado enviado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), a Inapa adianta que as vendas consolidadas registaram um crescimento de 5,3% para 466,3 milhões de euros, “para o qual contribuiu não só o crescimento de 4,2% das vendas de papel, mas também as vendas dos negócios complementares que mantiveram a tendência positiva, aumentando 12,8%”.

A Inapa adianta que “a evolução positiva registada no primeiro semestre do ano é potenciada pelo aumento do perímetro do grupo, através das aquisições realizadas durante o ano de 2013, nomeadamente as empresas Korda (Turquia), Realpack (Alemanha) e Tradembal (Portugal)”. Além do desempenho positivo do resultado líquido e das vendas, a Inapa destaca o resultado operacional (EBIT), que aumentou 24,5% para 106 milhões de euros.

O resultado antes de impostos, juros, depreciações e amortizações recorrente (Re-EBITDA) subiu 20,8% para 14,1 milhões de euros. “Em resultado da execução do plano estratégico que visa o crescimento e diversificação geográfica da sua carteira de negócios, o peso dos negócios complementares (embalagem e comunicação visual) nas vendas foi de 13,4% comparativamente com 12,5% no período homólogo e a sua contribuição relativa para a geração de resultados operacionais (EBIT) do grupo foi de 21,2%”, adianta.

No papel, em volume, as vendas no semestre subiram 9,1% para 431 mil toneladas, enquanto em valor aumentou 4,2% para 404 milhões de euros.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

“A descida do preço médio do papel, comparativamente com igual período de 2013 é a consequência da forte competitividade que se verifica nos mercados, fruto da quebra da procura e do excesso de oferta. A progressiva melhoria dos indicadores económicos na Europa impulsionou o crescimento do negócio do papel a par com o aumento das vendas por entrada no mercado turco”, explica a empresa no comunicado.

O resultado EBIT deste negócio ascendeu a 9,5 milhões de euros, representando 2,3% das vendas, o que representa um aumento de 29,1% face ao período homólogo do ano passado. “Esta progressão deve-se ao bom desempenho das vendas, a par da redução dos custos fixos e de distribuição”.

No segmento da embalagem, nos primeiros seis meses do ano a Inapa registou uma subida de 26,3%, “com vendas de 32,3 milhões de euros, impulsionada pelo crescimento nos mercados onde opera e complementada pelas aquisições da Karbox (França), Tradembal (Portugal) e Realpack (Alemanha)”, refere.

Nesta área de negócio, o EBIT subiu 37,1% para 1,7 milhões de euros, “representando 5,3% das vendas, como consequência da otimização operacional decorrente da reorganização ainda em curso, do negócio da embalagem, transversal a todas as geografias onde está presente”.

Na área da comunicação visual, as vendas subiram 7,1% para 15,7 milhões de euros. “O digital printing continua a registar uma tendência positiva, devido às inovações introduzidas no mercado, como o latez, que têm acelerado a mudança das tecnologias offset e com recursos a tintas solventes. No entanto, as vendas de equipamentos continuam a reduzir-se devido ao abrandamento do investimento na zona euro”, adianta.

O resultado operacional foi de 0,6 milhões de euros, cerca de 3,6% das vendas. Criado em 1965, o grupo Inapa é a única EMPRESA cotada no setor da distribuição de papel na Europa e conta com uma equipa de 1.500 colaboradores, estando presente em nove países: Alemanha, França, Espanha, Portugal, Suíça, Bélgica, Luxemburgo, Turquia e Angola.