O principal índice da bolsa de Lisboa, o PSI20, seguia hoje a subir 0,36%, com as ações da PT em alta, depois de a maioria dos acionistas terem aprovado a fusão entre a empresa de telecomunicações portuguesa e a brasileira Oi.

Pelas 08:30 (hora de Lisboa), o PSI20 seguia a avançar 0,36%, para 6.052,63 pontos, com oito empresas a transacionarem em terreno positivo, duas inalterada e oito negativas.

A liderar os ganhos seguiam a PT e a Semapa, que avançavam 2,65% e 1,09% para 1,819 euros e 10,63 euros.

Os acionistas da Portugal Telecom aprovaram na segunda-feira o novo acordo com a brasileira Oi, com 98,25% dos votos do capital representado.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

A Assembleia Geral de acionistas terminou já depois das 21:00, mais de quatro horas e meia depois de ter começado, com a aprovação dos novos termos da combinação de negócios com a Oi, que acontece depois da aplicação de quase 900 milhões de euros em papel comercial da Rioforte, do Grupo Espírito Santo (GES), empresa que não cumpriu o pagamento à operadora portuguesa no prazo previsto.

Do lado das perdas na bolsa de Lisboa, as ações que mais recuavam eram as da Altri e as dos CTT, com descidas de 0,51% e 0,37%, respetivamente, para 2,36 e 7,45 euros.

Lisboa seguia a negociar numa Europa ainda indefinida, com os investidores preocupados com as repercussões económicas e monetárias de uma eventual vitória do ‘sim’ no referendo sobre a independência da Escócia.

Com o referendo da Escócia e a crise aberta entre Kiev e Moscovo como pano de fundo, os mercados também vão estar atentos à Apple, que poderá anunciar hoje a produção do primeiro relógio inteligente, um sistema para facilitar os pagamentos através do telefone e uma nova geração de telemóveis maiores.

Para o final da semana, está prevista a reunião informal dos ministros da Economia e Finanças da União Europeia (UE), na qual estarão em cima da mesa as medidas de estímulo económico aprovadas, na passada quinta-feira, pelo Banco Central Europeu (BCE).

Na quinta-feira, o BCE reduziu a taxa de juro diretora para 0,05%, um novo mínimo histórico, e anunciou que vai lançar um programa de compra de dívida privada para apoiar o mercado de crédito e dinamizar a economia da zona euro.

O barril de petróleo Brent, para entrega em outubro, abriu hoje em baixa, a cotar-se a 99,98 dólares no Intercontinental Exchange Futures (ICE) de Londres, menos 0,21% do que no encerramento da sessão anterior.

Ao nível cambial, o euro abriu hoje em baixa no mercado de divisas de Frankfurt, a cotar-se a 1,2885 dólares, contra 1,2942 dólares no encerramento de segunda-feira.