Rio Ave e Estoril-Praia tentam emendar esta quinta-feira um arranque negativo na Liga Europa de futebol, à entrada da segunda jornada da prova, onde ainda não pontuaram, frente ao Aalborg (Dinamarca) e Panathinaikos (Grécia), respetivamente.

No estádio da equipa dinamarquesa, em partida do Grupo J arbitrada pelo francês Tony Chapron (18h00), o conjunto orientado por Pedro Martins tentará “emendar” uma estreia negativa, ao sofrer três golos sem resposta, em casa, frente ao Dínamo de Kiev, na primeira ronda desta sua estreia na fase de grupos da prova.

Um pouco nas mesmas circunstâncias, mas com o orgulho ainda mais ferido, está o Aalborg, goleado pelo dobro dos golos pelo Steaua de Bucareste, pelo que esta primeira partida entre as duas equipas ficará marcada pela necessidade de pontuar.

Para isso, o Rio Ave poderá ter um trunfo maior no médio ofensivo bielorrusso Renan Bressan, que já marcou 12 golos (contando com a sua passagem por BATE Borisov e Gomel) nas várias competições europeias, mais do dobro dos tentos das duas equipas nessas mesmas competições.

O Estoril-Praia, por sua vez, recebe o Panathinaikos, em que joga o português Zeca, também numa partida entre equipas que se defrontam pela primeira vez e à qual ambas chegam sem pontos. Na primeira jornada, o conjunto de José Couceiro foi derrotado na Holanda pelo PSV Eindhoven (1-0) e os gregos perderam na receção ao Dínamo de Moscovo (2-1).

Na antevisão à partida, José Couceiro foi perentório quanto aos objetivos dos estorilistas: a prioridade recai sobre o campeonato e, na Liga Europa, a missão é “fazer uma boa prestação e tentar ganhar” o jogo frente aos gregos.

O encontro do Grupo E será dirigido pelo árbitro belga Serge Gumienny, a partir das 20h05.