As autoridades nepalesas elevaram hoje para 27 o número de mortos na sequência de uma tempestade de neve e de uma forte avalanche que atingiram, na terça-feira, os Himalaias.

O aumento do número deve-se ao facto de nas últimas horas terem sido recuperados mais corpos, disse Dinesh Kumar Thapaliya, delegado do Governo no oeste do Nepal à agência Efe.

As equipas de salvamento resgataram até ao momento 226 pessoas que se encontravam no lago Tilicho, o mais alto do mundo a 4.900 metros, informou um porta-voz da Associação de Agentes de Montanhismo do Nepal.

O exército nepalês prossegue com as operações de busca e resgate, sobretudo no trilho de Throung La, a uma altitude de 5.419 metros.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

As autoridades temem que um número indeterminado de pessoas se encontram isoladas neste ponto, já que a região de Annapurna é muito popular entre caminhantes e montanhistas.

Cerca de 90 mil estrangeiros percorreram estas montanhas em 2013, dos quais 20 mil cruzaram a zona Throung La, segundo dados do Projeto de Conservação da Área de Annapurna.

Após a passagem do ciclone Hudhud pela vizinha Índia — onde fez 24 mortos –, o Nepal viu-se atingido nos últimos dias por fortes chuvas e tempestades de neve pouco comuns na época alta de montanhismo nos Himalaias.