A China lançou esta madrugada para o espaço uma sonda lunar, a qual vai testar as tecnologias para uma missão mais ambiciosa que prevê a recolha de amostras lunares em 2017.

A sonda, que não tem nome, foi lançada a partir do Centro de Lançamento de Satélites de Xichang, na província de Sichuan (sudoeste), informou hoje a imprensa estatal.

Poucos minutos após o lançamento, a sonda separou-se do foguetão e iniciou sem problemas a sua viagem para a lua, precisou a Administração Estatal de Ciência, Tecnologia e Indústria.

A sonda experimental é a primeira desenvolvida pela China desenhada para regressar a Terra e o objetivo da missão é testar as tecnologias de regresso, como o controlo do destino, a navegação, ou o escudo de proteção contra o calor gerado pela entrada na atmosfera.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

A sonda deverá regressar a Terra dentro de oito dias, depois de completar meia órbita em torno da Lua. A aterragem está prevista para a região autónoma da Mongólia Interior.