Legionela

Casos de Legionella espalhados pelo país tem “ligações claras” a Vila Franca de Xira – DGS

Diretor-Geral de Saúde reconhece a existência de casos em Castelo Branco, Porto e Barreiro, mas diz que estes casos têm todos "ligações claras" a Vila Franca de Xira.

ANTÓNIO COTRIM/LUSA

O diretor geral da Saúde revelou esta segunda-feira que foram identificados casos de Doença do Legionário em várias regiões do país, como Castelo Branco, Barreiro e Porto, todos eles com “ligações claras” a Vila Franca de Xira.

De acordo com Francisco George, estes casos têm todos ligações “temporais e espaciais” a Vila Franca de Xira, região onde foi identificado um surto causado pela bactéria Legionella, que provoca pneumonias graves e pode ser mortal.

O delegado de saúde do Barreiro, Mário Durval, também em declarações à Agência Lusa, afirmou que os doentes internados no Hospital do Barreiro com Doença do Legionário trabalham todos na mesma empresa, na zona de Alverca.

“Os doentes trabalham todos numa empresa da zona de Alverca e residem no Barreiro. A população do Barreiro pode estar descansada e fazer a sua vida normal que não há nenhum problema”, concluiu.

Segundo o especialista, existem quatro casos confirmados de Doença do Legionário e mais um suspeito no Hospital do Barreiro, todos ligados a Vila Franca de Xira, onde na sexta-feira foi conhecido um surto causado pela bactéria Legionella, que provoca pneumonias graves e pode ser mortal.

“Estão quatro doentes internados no hospital do Barreiro, três já com análises confirmadas de Legionella e um outro que, apesar de não estar confirmado, todos os indicadores apontam nesse sentido”, afirmou.

O delegado de saúde disse que dois doentes deram entrada na unidade hospitalar a 5 de novembro e outros dois no dia 9 de novembro, estando todos “estáveis”. Todos são homens, com idades entre os 40 e os 50 anos.

No início da noite de domingo, Francisco George revelou que o surto de Legionella já causou 160 infeções e fez quatro mortes.

Francisco George admitiu à Lusa que, além de Castelo Branco, Barreiro e Porto, existem outras cidades com casos de pessoas com esta doença.

Às 17:00, a Direção Geral da Saúde (DGS) vai atualizar os dados sobre a doença em Portugal, disponibilizando a informação no site deste organismo.

No domingo, Francisco George admitiu que o surto de Legionella possa estar “próximo do máximo”, explicando que só uma pequena percentagem das pessoas expostas ficarão doentes.

O ministro da Saúde, também no domingo, anunciou que iriam ser encerradas as “principais torres de refrigeração” de empresas na área afetada pelo surto de Legionella, em Vila Franca de Xira, enquanto estão a ser avaliadas casas particulares.

A batéria legionella é responsável pela Doença dos Legionários, uma pneumonia grave, cuja infeção se transmite por via aérea (respiratória), através da inalação de gotículas de água ou por aspiração de água contaminada.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)