A rainha caminha rodeada de vários cães da raça corgi que, exemplarmente educados, seguem-lhe o passo. Esta tradicional imagem a que Isabel II nos habituou vai acabar brevemente. Aos 88 anos, a rainha vai deixar de ter novos animais desta raça, noticiou o Washington Post,

Ao longo dos anos, terá tido mais de 30 cães, que acompanharam o crescimento da família, mas agora a rainha de Inglaterra teme tropeçar num dos animais e magoar-se. Desta forma, terá rejeitado o presente da neta, princesa Beatriz, que lhe queria oferecer dois cachorros.

No passado, a rainha chegou a ter oito cães ao mesmo tempo. Atualmente, só tem dois que a acompanham para todo o lado. A dupla canina, cuidadosamente educada, tem também já alguns anos e, por isso, move-se lentamente. E, por isso, novos cães cheios de energia e por educar podiam tornar-se perigosos para a matriarca da família real inglesa.