Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

Dois agentes da Polícia de Segurança Pública (PSP) morreram na manhã desta quarta-feira quando foram colhidos por um comboio perto de Sacavém, no concelho de Loures.

Ao Observador, o departamento de relações públicas da PSP confirmou que os dois agentes estariam a perseguir suspeitos de assaltos a residências na zona de São João da Talha e Sacavém quando o acidente se deu. Os polícias pertenciam, aliás, à esquadra de São João da Talha e, segundo a Lusa, tinham 24 e 27 anos.

Todos os bombeiros de Sacavém foram destacados para o local, onde decorreram trabalhos junto à linha durante várias horas. Naquela zona, a linha descreve uma curva, o que poderá ter contribuído para que os agentes não se tenham apercebido da aproximação do comboio.

O comboio que vitimou os dois agentes era um Intercidades que fazia a ligação entre Lisboa e Porto. Após o acidente, a composição esteve parada na via cerca de uma hora, mas depois seguiu viagem, como confirmou ao Observador a assessoria de imprensa da CP. A linha do Norte, neste local, tem quatro vias, pelo que a circulação não chegou a estar afetada e decorre agora com normalidade.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR