A partir desta quinta-feira e até às 18h00 de segunda-feira os 1636 docentes que estão aptos a realizar a componente específica da PACC poderão inscrever-se na prova, bastando para isso preencher um formulário online que estará disponível no site do Instituto de Avaliação Educativa (IAVE) e proceder ao respetivo pagamento.

Segundo o aviso publicado terça-feira ao final do dia em Diário da República, depois de preencher o formulário, o professor tem até ao dia 4 de março para proceder ao pagamento – 15 euros por cada prova específica. Se se atrasar, a inscrição fica sem efeito. Caso seja opositor a mais do que uma prova específica, o docente terá de pagar 15 euros por cada uma.

Até ao dia 6 de março, sexta-feira da próxima semana, serão publicadas na página do IAVE as listas de admissão e de não admissão à realização da componente específica da prova. E “até quatro dias úteis antes da data prevista para a realização da(s) prova(s), é dada ao candidato a indicação relativa ao local de realização da(s) mesma(s)”, lê-se no aviso.

Na segunda-feira foi publicado o despacho com as datas das provas específicas: as 31 provas específicas vão ser realizadas nos dias 25, 26 e 27 de março, precisamente na interrupção letiva da Páscoa, e terão, na maioria dos casos, uma duração de 90 minutos.

Os contratados com menos de cinco anos de serviço que queiram lecionar no próximo que passaram na componente comum da PACC, a 19 de dezembro, terão de passar também nesta prova específica caso queiram dar aulas no próximo ano letivo.