Há quem se queixe com frequência da morfologia de Lisboa: que as sete colinas só atrapalham, cansam as pernas, moem a alma, tornam a cidade pouco ciclável e perigosa para os peões, especialmente no inverno. Compreende-se. Aliás, só quem nunca subiu calçadas íngremes como a da Estrela ou da Glória, por exemplo, é que não terá, certo dia, amaldiçoado as pobres colinas. Mas, como em tudo, há um reverso da medalha. E esse reverso prende-se com as vistas que Lisboa oferece.

Espalhados pela cidade há 16 miradouros oficiais. Mas a essa lista podem juntar-se agora umas largas dezenas de miradouros oficiosos. Pelo menos será essa a intenção do LX UP, um projeto que nasce de uma parceria entre a Câmara Municipal de Lisboa e a agência Leo Burnett.

A intenção é muito simples: que quem conheça um miradouro secreto da cidade, seja um terraço de casa, de restaurante, uma esplanada ou o último andar de um edifício, o possa partilhar na plataforma criada para o efeito. Outra forma de participar é usando o hashtag #LXUP no Instagram, onde também já há um perfil dedicado. Eis alguns dos segredos já desvendados.

4 fotos

A piada de tudo isto é que a coisa não se limita a locais públicos. Quem tiver um terraço com vista para o Tejo ou uma sala de condomínio com janelas panorâmicas pode, perfeitamente, registá-las na plataforma. Aliás, já há quem o tenha feito. Fica, no entanto, sujeito a ser contactado por potenciais interessados em conhecer o (suposto) miradouro. Mesmo que se trate da varanda do próprio quarto.