O futuro da hotelaria pode estar a sofrer uma reviravolta. Enquanto o luxo perde terreno, os designs que favorecem o prático ganham um novo brilho. Pelo menos, é isto que pensam os jurados da competição de arquitetura progressista de hotelaria “Radical Innovaion Award“, que desde 2007 premeia os designs que ameacem desafiar a indústria com uma experiência de consumo inovadora. E este ano, dois dos hotéis finalistas são estruturas que viajam, desmontam-se e reconstroem-se à medida de cada um dos hóspedes.

“Neste momento, está a ser colocado muito enfoque no design dos hotéis para que os quartos e as áreas sociais sejam flexíveis, sociais, interligadas, e atrativas para os millennials [a geração de jovens nascida entre o final dos anos oitenta e inicio da década de 2000]”, refere John Hardy, o fundador da competição Radical Innovation Award à CNN. Este ano, participaram na competição 50 concorrentes de 18 países. O vencedor será divulgado a 30 de setembro no New Museum, em Nova Iorque. A decisão do júri baseou-se no conceito, design, criatividade e impacto potencial que o design de cada hotel poderá ter na indústria hoteleira.

Snoozebox Event Hotel

Com este hotel portátil vai poder deixar a tenda em casa. O Snoozebox Event Hotel desloca-se até aos seus clientes num grande contentor transportado na parte de trás de um camião. Quando chega ao seu destino, desmonta-se em pequenos compartimentos (“boxes”) e, em 24 horas, é possível construir um hotel de 100 quartos. Os quartos têm água quente, depósitos do lixo, Wi-Fi, eletricidade e alarmes de fogo.

A partir de 2016 já vai poder experimentar este conceito, desenvolvido no Reino Unido, que está neste momento a ser produzido. “O nosso público alvo é bastante abrangente. Pode ser um dono de um Aston Martin que quer ficar perto de um Grand Prix, ou um fã de música que juntou dinheiro para ir a um grande festival de música como o Glastonbury. Estamos focados em dar aos nossos clientes uma acomodação de hotel premium perto da agitação.”

Veja aqui o vídeo promocional do Snoozebox Event Hotel:

Zoku Loft

O Zoku Loft, de inspiração japonesa, auto intitula-se como “o final do quarto de hotel” e “o início do quarto infinito”. O seu interior é mutável e para alterar o ambiente, puxam-se escadas recolhidas, deslizam-se portas de correr e abrem-se gavetas. O resultado é um quarto à medida das necessidades do hóspede. Foi pensado para a gereção mais nova (os chamados millennials) que procuram uma residência temporária – de cinco dias a vários meses.

“Quando os hotéis tradicionais pensam em estadias longas, pensam que isto significa apenas duplicar o tamanho [do quarto] e [colocar] um microondas. Esquecem-se do aspeto social”, afirma Hans Meyer, o co-fundador do Zoku desenvolvido em Amsterdão, na Holanda.

private2

Veja aqui o vídeo promocional do Zoku Loft: