A tenista italiana Roberta Vinci qualificou-se hoje para a final do US Open, quarto Grand Slam da temporada, ao derrotar a favorita norte-americana Serena Williams. A vitória foi alcançada com os parciais de 2-6, 6-4 e 6-4.

Na segunda meia-final do dia, esta foi a segunda surpresa, após a vitória de Flavia Pennetta perante a romena Simona Halep. As duas acabaram por fazer história no ténis italiano, que nunca tinha tido sequer um representante na final de um Grand Slam.

Quanto a Serena Williams, a norte-americana viu com esta derrota dissipar-se o sonho de conquistar os quatro Grand Slam que disputou em 2015.

A norte-americana, destacada líder do ranking WTA, era a grande favorita para este encontro. Aos 32 anos, Roberta Vinci, a 43.ª jogadora mundial, nunca tinha chegado tão longe na variante de singulares de um grande torneio.

“Empurrada” pelo público, Serena entrou no jogo mais assertiva do que a italiana. O primeiro set, vencido pela norte-americana por 2-6, foi marcado pelos 16 winners da americana, contra os apenas três conseguidos por Roberta Vinci.

Mas, nos dois últimos sets, a italiana melhorou o seu serviço e encontrou o antídoto para o jogo agressivo de Serena, conseguindo quebrar o serviço da norte-americana por uma vez no segundo set, e por duas no terceiro.