Atualizado às 22h40 de 13/10/2015 com resposta oficial da câmara municipal

A Câmara Municipal de Lisboa vai voltar a fazer alterações à circulação nas vias laterais da Avenida da Liberdade. Quem o diz é Carlos Barbosa, presidente do Automóvel Clube de Portugal (ACP), que afirmou, em declarações à TV Record, que foi o próprio presidente da câmara que lhe deu essa garantia. Contactado pelo Observador na manhã de terça-feira, Fernando Medina, no entanto, preferiu não comentar o assunto. À noite, a câmara enviou uma nota, onde se lê:

A Câmara Municipal de Lisboa não tem nada a referir ou anunciar quanto à circulação na Av. da Liberdade. Qualquer informação diferente desta não será confirmada pela câmara.”

À TV Record, o presidente do ACP, que é também deputado municipal do PSD, disse:

“A correção que vai ser feita é nas faixas laterais poder-se fazer a faixa lateral toda. Ou seja, quando se desce a Avenida da Liberdade pelo eixo central, tem o eixo lateral que sobe. Mas neste momento não se pode subir desde os Restauradores até cá acima. E, agora, o que me foi garantido pelo dr. Fernando Medina foi que vai fazer aquilo que faz sentido, que é ter o trânsito ao contrário da descida, mas que se possa fazer tudo isso.”

Em setembro de 2012, no âmbito de alterações à circulação entre o Marquês de Pombal e os Restauradores, a câmara, à data liderada por António Costa, decidiu inverter os sentidos de circulação das faixas laterais da Avenida da Liberdade. No sentido Marquês/Restauradores, a via da esquerda passou a ser para descer e a da direita para subir. Além disso, passou a ser impossível percorrer no mesmo sentido toda a avenida pelas laterais. Essa alteração foi muito contestada na altura e vai agora ser reajustada, segundo Carlos Barbosa.