Quando pensa em Anne Hathaway é provável que a primeira coisa que lhe venha à cabeça seja O Diabo Veste Prada. A história de uma jovem de raízes humildes que de patinho feio se transforma num autêntico cisne não é nova. Mas com os episódios de Anna Wintour (perdão, Miranda Priestly) à parte, a evolução de estilo de Hathaway não se poderia rever mais com este conto de fadas.

A atriz estreou-se no grande ecrã de Hollywood no papel de uma princesa quando tinha apenas 19 anos. O filme O Diário da Princesa, em 2001, lançou-a para a fama. Como consequência, vieram os eventos públicos e as passadeiras vermelhas para os quais a atriz norte-americana não estava preparada. Vestiu umas calças de ganga e colocou um cachecol ao pescoço mas desde logo percebeu que a simplicidade não bastava. O público estava sedento por elegância, sensualidade e, acima de tudo, estilo.

HOLLYWOOD, CA - FEBRUARY 27: Actress Anne Hathaway arrives at the 83rd Annual Academy Awards at the Kodak Theatre February 27, 2011 in Hollywood, California. (Photo by Ethan Miller/Getty Images)

Anne Hathaway nasceu a 12 de novembro de 1982 e no currículo profissional já soma mais de uma década de experiência no cinema. Ethan Miller/Getty Images

Hathaway dispensou os coordenados casuais e fez dos vestidos longos os seus melhores amigos. Em 2006, deu o grande salto. Os criadores passaram a encará-la como um ícone na passadeira vermelha de O Diabo Veste Prada. Mas a atriz, como uma boa heroína que se preze, veste Valentino. Mesmo que os críticos a tenham apontado, em 2007, como uma das mais mal vestidas, o criador atribuiu-lhe o título permanente de musa inspiradora. E, hoje, ainda o é.

Seguiram-se marcas como Marchesa e Vivienne Westwood. Hathaway trocou as suas longas madeixas por um corte pelos ombros e, em 2012 — a propósito da versão cinematográfica de Os Miseráveis — assumiu o seu lado mais masculino com um penteado curto. A prestação de louvar valeu-lhe o Óscar de melhor atriz secundária. A partir daí, a atriz pintou o cabelo de loiro e passou a usar vestidos mais curtos e atrevidos. Disse olá às transparências e às costas despidas. Um pequeno prémio que lhe deu a confiança que faltava para arriscar e deslumbrar em frente às câmaras.

Em fotogaleria, percorra toda a evolução de estilo da atriz que, esta quinta-feira, celebra 33 anos. Uma gata borralheira que se transformou numa princesa. Um verdadeiro conto de fadas.