A espera terminou. O novo dispositivo híbrido da Microsoft — ou seja, que é computador e tablet em simultâneo — chegou esta quinta-feira às lojas portuguesas. O Surface Pro 4 é um dos novos trunfos equipados com o sistema operativo Windows 10, apresentados a 6 de outubro num evento da marca em Nova Iorque (EUA).

As três versões vendidas em Portugal diferem no modelo do processador: Intel Core mCore i5 ou Core i7. O preço começa nos 1.029 euros e pode chegar aos 2.500 euros, dependendo das características do aparelho.

Em relação ao modelo anterior (Surface Pro 3), o Surface Pro 4 é mais fino — tem 8,4 milímetros de espessura — e um ecrã maior, de 12,3 polegadas. Inclui 1 TB de armazenamento e 16 GB de memória RAM. Na apresentação do dispositivo, Panos Panay, vice-diretor da Microsoft, garantia que o Surface Pro 4 é 30% mais rápido que o Pro 3 e 50% mais rápido que o MacBook Air da Apple. Em comunicado, a Microsoft Portugal promete ainda “até nove horas de autonomia da bateria”, com testes feitos utilizando o método de “reprodução de vídeo”.

A capa-teclado (type cover) a que já nos habituámos na linha Surface foi melhorada, mas é vendida em separado — em Portugal, custa 160 euros. Mas a caneta é vendida em conjunto com o aparelho e também foi alvo de melhoramentos: tem agora “1.024 níveis de sensibilidade à pressão”.

Em outubro, no evento de apresentação do Surface Pro 4, a Microsoft lançou ainda um novo e inesperado computador híbrido a que chamou de Surface Book. A marca garante que o dispositivo é duas vezes mais rápido que o MacBook Pro. Contudo, para já, desconhece-se se o aparelho será ou não comercializado em Portugal.

Editado por Filomena Martins.